Onda de cancelamento de voos afeta milhares de turistas britânicos em feriado do Jubileu

Cerca de 15 mil passageiros foram prejudicados só neste domingo; outros países também registram problemas

Passageiros aguardam em fila no aeroporto de Schiphol, em Amsterdã, em meio a onda de cancelamentos na Europa – Daniel Angus no Twitter – 4.jun.22/Reuters

Milhares de turistas britânicos ficaram retidos em países do exterior depois de problemas operacionais em série afetarem companhias aéreas e aeroportos. A situação piorou entre sábado e domingo, no final do feriado do Jubileu de Platina da rainha Elizabeth 2ª.

As empresas cancelaram quase 500 voos que tinham o Reino Unido como origem ou destino durante as festividades de quatro dias. Dezenas das suspensões foram feitas em cima da hora, segundo a empresa de dados Cirium.

A companhia low cost EasyJet fez muitos desses cancelamentos e confirmou o acréscimo de outros 37 voos à lista nesta segunda-feira (6). Os passageiros, segundo o comunicado, foram informados antes de chegarem ao aeroporto. A empresa acrescentou que espera nos próximos dias “níveis semelhantes de cancelamentos antecipados, de cerca de 30 voos por dia”.

A companhia aérea disse que a grande maioria de seus voos operava normalmente e culpou “o atual ambiente operacional desafiador” pela interrupção, citando que não há problemas de falta de tripulação para a alta temporada de verão no hemisfério Norte.

Ao todo, cerca de 15 mil passageiros foram atingidos por mudanças de última hora somente neste domingo (5). De acordo com a consultoria de viagens PC Agency, podem ser necessários três dias para que os atrasos sejam compensados e todos consigam voltar.

Muitos dos que tiveram voos cancelados são funcionários de escolas e alunos que fariam provas nesta semana. Michael Norman, que tinha uma viagem de Faro, no sul de Portugal, para Manchester no domingo, disse que a EasyJet não informou aos passageiros sobre o cancelamento até que estivessem no portão de embarque.