Ópera volta ao palco do Teatro Amazonas com mais de 200 artistas em cena

Ópera volta ao palco do Teatro Amazonas

Lendas regionais, personagens que habitam o folclore amazônico e a integração pelo menos 200 artistas em cena. Essa será a formatação da consagrada ópera Onheama, que volta ao palco do Teatro Amazonas nos dias 11, 13 e 15 de novembro. Os ingressos para a ópera, já estão sendo vendidos na bilheteria do Teatro Amazonas, no Largo de São Sebastião.

A ópera, que teve estreia mundial no Teatro Amazonas no ano passado, é uma composição de João Guilherme Ripper, atual diretor artístico do Teatro Municipal do Rio de Janeiro e é baseada no poema “A infância de um guerreiro” de Max Carphentier. Em cena os artistas retratam o duelo do pequeno índio Iporangaba com a onça Xivi. “Além de apresentar a qualidade artística dos artistas dos membros dos Corpos Artísticos da Secretaria de Estado da Cultura, a ópera ainda atrai uma nova plateia para o Teatro Amazonas, já que é voltada para o público infanto-juvenil”, afirmou o secretário de Estado da Cultura, Robério Braga.

Em pouco mais de uma hora de apresentação, o público vai poder ver botos, onças, índios e personagens míticos da floresta, que serão representados por alunos do Coral Infantil do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro. “Essa é uma ópera voltada para as crianças e feita com a participação de pequenos artistas, por isso já fez tanto sucesso no Teatro Amazonas. Temos certeza que será mais um sucesso de público da Secretaria de Estado da Cultura neste ano”, afirmou o diretor dos Corpos Artísticos da Secretaria de Estado da Cultura e um dos regentes da ópera, o maestro Marcelo de Jesus.

Os ingressos custam R$ 50 para a plateia e frisas,  R$ 40 para o primeiro pavimento, R$ 30 para o segundo pavimento  e R$ 20 para o terceiro pavimento. Esses valores são referentes à entrada inteira. Nos dias 11 e 13 as apresentações serão às 20h e no dia 15 serão duas apresentações, a primeira às 17h e a segunda às 20h.

Participarão da ópera o Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas,  Balé Folclórico do Amazonas , Coral Infantil do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, Coral do Amazonas e Amazonas Filarmônica. No dia 11 e a segunda sessão do dia 15 serão regidas pelo maestro Marcelo de Jesus e a as apresentações do dia 13 e a primeira sessão do dia 15 terão regência do maestro Otávio Simões. A direção musical e de cenários é de William Pereira, figurinos de Olintho Malaquias, Coreografia de Monique Andrade e desenho de luz de Marcos Apolo Muniz.

Para mais informações sobre outras ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse facebook.com/culturadoamazonas e o Portal da Cultura www.cultura.am.gov.br