Operação SOS Enchente entrega mais de 1,7 mil cestas básicas em Manaus

Prefeitura entrega cestas basicas para familias afetadas pela cheia

Foto: Altemar Alcantara/Semcom

Cerca de 1.764 cestas básicas foram entregues para as famílias atingidas pela cheia do rio Negro, dentro das ações da operação SOS Enchente 2019. O processo foi coordenado pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), em parceria com a Defesa Civil. A distribuição dos benefícios teve início na última terça (27) e seguiu até sexta-feira (30).

“Durante esses meses, o prefeito Arthur Virgílio Neto tem mostrado o cuidado e o carinho pelas famílias, priorizando o seu atendimento nesses momentos difíceis, atuando no auxílio à alimentação dessas famílias afetadas pela cheia”, frisou a secretária da Semasc, Conceição Sampaio.

O atendimento foi dividido por bairro, e no primeiro dia da ação, foram contemplados no posto da Agência de Desenvolvimento Local (ADL) do Cajual, no Morro da Liberdade, os moradores dos bairros Educandos, Raiz e Betânia, zona Sul.

“A entrega das cestas básicas faz parte da operação SOS Enchente 2019, que segue desde o mês de abril, para que a gente consiga dar o apoio necessário às famílias que foram afetadas nas áreas vulneráveis no período da cheia”, informou o secretário-executivo da Defesa Civil, Cláudio Belém.

Na quarta-feira (28), foram atendidos os bairros de São Jorge, Presidente Vargas, Aparecida e Centro. Os bairros do Mauazinho, São Geraldo, Glória e Compensa foram contemplados na quinta-feira (29). Devido ao número de famílias cadastradas, os bairros Tarumã e Santo Antônio receberam um micro-ônibus com a atividade itinerante de distribuição. E no último dia, 30, foram atendidas as famílias cadastradas dos bairros Colônia Antônio Aleixo e Puraquequara.

Acompanhamento 

A operação SOS Enchente atende às famílias que, anualmente, sofrem por conta do fenômeno da cheia. Conforme o Departamento de Operações da Defesa Civil, todos os bairros da cidade de Manaus passíveis de alagação receberam o monitoramento e o atendimento das equipes técnicas dos órgãos integrantes da operação.

Vale ressaltar que a Defesa Civil realiza, diariamente, o monitoramento das áreas de riscos e passíveis de alagação, mesmo durante o período de vazante na capital amazonense.