OTAN alerta para modernização de arma nuclear russa

Jens Stoltenberg, o secretário-geral da OTAN, durante visita à sede do Comando Estratégico das Forças Armadas dos EUA (StratCom), afirmou que os integrantes da Aliança devem intensificar a contenção da Rússia devido à modernização do arsenal nuclear que o país está realizando.

Trata-se da primeira visita do chefe da OTAN à sede de comando nos últimos 54 anos. O secretário-geral da Aliança frisou a importância do StratCom para a segurança de todos os países da OTAN e afirmou sobre o “crescente problema da proliferação de arma nuclear”.

“Após o fim da Guerra Fria, todos nos pensávamos que a contenção nuclear seria menos significativa, mas agora vemos que na realidade ela se tornou mais importante” afirmou ele. Stoltenberg destacou a necessidade de manter as capacidades de contenção em alto nível devido a crescente potência da Rússia.

“As potências nucleares antigas, como a Rússia, por exemplo, estão modernizando seu arsenal nuclear, o que faz com seja necessário que a OTAN mantenha capacidades seguras e fortes de contenção. E, claro, o potencial nuclear faz parte integrante das forças e contenção de todos os aliados”, ressaltou o secretário-geral da Aliança.

No dia 1º de março, o presidente russo Vladimir Putin durante seu discurso perante a Assembleia Federal, afirmou que o Ministério da Defesa passou para a fase ativa de testes do novo sistema de mísseis com o míssil pesado balístico intercontinental, Sarmat. Posteriormente, Putin deixou claro que a Rússia pode utilizar armas nucleares somente como resposta a um ataque.

Fonte: Notícias ao Minuto