Padre expulsa menino autista do batizado da irmã por fazer barulho

Reprodução Facebook

Julia Vicidomini, uma mulher de Nova Jersey, nos EUA, diz que deixará de frequentar a igreja a que foi durante toda a sua vida, depois de uma situação insólita que aconteceu no batismo da sua filha mais nova.

A família decidiu batizar a filha, neste último sábado (8), na Christ the King Church, em Hillside.

O filho mais velho do casal, de sete anos, é autista, e teria passado grande parte do evento brincando com uma bola e fazendo um pouco de barulho. Uma atitude que incomodou o padre da cerimônia, que o expulsou.

Julia conta que tentou explicar que Nick é uma criança com necessidades especiais, mas que o pároco ignorou a sua explicação e ao invés de pedir desculpa apenas tentou justificar-se, afirmando que o menino o estava distraindo.

Julia usou as redes sociais para denunciar a situação, segundo a WAFB TV.

“Estou chateada e vou denunciar este padre à arquidiocese. Ele precisa de ser educado sobre tolerância e aceitação”, escreveu, lembrando que a “Bíblia refere que todas as crianças são filhas de Deus”.