Paes pede desculpas após aparecer em roda de samba sem máscara (ver vídeo)

Aline Massuca/Metrópoles

Aline Massuca/Metrópoles

O prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM) pediu desculpas por ter cantando em uma roda de samba sem máscara em um bar no Centro do Rio no último sábado (8/5). A cena foi compartilhada pelas redes sociais e rendeu críticas ao prefeito.

“Errei e me desculpo”, disse Paes em nota publicada pelas redes sociais. Ele foi convidado pelo chefe Pedro Artagão para gravar um programa de gastronomia no bar Armazém do Senado. Segundo o prefeito, o local respeitava todas as normas estabelecidas pela prefeitura.

“Errei ao resolver me juntar aos músicos e cantar algumas músicas. Obviamente, ver o prefeito da cidade cantando em um bar é um fato que por si só gera alguma aglomeração que é tudo que não se deve fazer nesse momento. Além disso, retirei minha máscara por algum tempo enquanto cantava. Me desculpo com a população por esse gesto”, escreveu o prefeito.

Na sexta (7), a prefeitura publicou um decreto flexibilizando restrições para conter a disseminação do vírus. Bares não têm mais horário para fechar, mas apresentações musicais, inclusive música ao vivo, só estão permitidas até 23h. Rodas de samba seguem proibidas.

O prefeito reforçou que o fim da pandemia ainda está longe, mas ponderou que é possível frequentar bares e restaurantes com respeito aos limites estabelecidos.

“Me desculpo com a população por esse gesto. O coronavírus é uma doença grave (estou vendo isso muito de perto) e estamos longe do fim da pandemia”, afirmou. “Respeitar as restrições colocadas pela prefeitura é essencial para continuarmos avançando no combate a doença. É possível e devemos frequentar nossos bares e restaurantes mas sempre com os limites colocados.”