Pais e responsáveis serão notificados para autorizar vacinação de crianças contra o sarampo

Fotos: José Nildo/Semsa

Os pais e responsáveis pelos alunos da rede pública municipal de Ensino serão notificados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para autorizarem a aplicação da vacina contra o sarampo nas crianças que ainda precisam ser vacinadas.

A medida foi anunciada nessa segunda-feira (13) pela Prefeitura de Manaus via Semsa e faz parte de um conjunto de ações em parceria com o Ministério Público Federal (MPF) e do Estado do Amazonas (MPE-AM) para intensificar a vacinação contra o sarampo nas escolas da rede municipal de Ensino.

A fiscalização dos casos de crianças não vacinadas por falta de autorização é necessária, pois a imunização contra doenças contagiosas como o sarampo é direito da criança e obrigação dos pais ou responsáveis.

“Com 5.700 casos notificados, é de extrema importância imunizar nossas crianças. Trata-se de saúde pública devido ao nível de contágio da doença. A vacina tríplice viral, que protege não só contra o sarampo, mas também da caxumba e rubéola, está disponível na rotina em todas as salas de vacinação da capital, nas Unidades Básicas de Saúde e Policlínicas, basta levar identidade e cartão de vacinação da criança”, disse o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi.

De acordo com o 23º Informativo Epidemiológico de Monitoramento dos Casos de Sarampo, divulgado nesta segunda-feira, Manaus registrou 723 casos confirmados da doença. São 121 casos a mais do que o registrado há uma semana. Os casos suspeitos e que ainda estão em investigação passaram de 4.167 para 4.694.

Ao todo, desde o início do surto da doença no mês de fevereiro, Manaus registrou 5.693 notificações de sarampo, o que engloba os 723 casos confirmados, os 4.694 casos suspeitos (aguardando resultado laboratorial) e 276 casos descartados após investigação.