Parlamentares cobram construção de Delegacias da Mulher no interior

Em sessão especial realizada pela Comissão da Mulher da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) em alusão aos 12 anos da Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/06), a deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) cobrou do Governo a melhoria da estrutura para as polícias trabalharem, com construção de delegacias especializadas da mulher no interior do Estado, realização de concursos públicos e aperfeiçoamento do atendimento e reciclagem dos servidores.

De acordo com a parlamentar, a média nacional é de 8% dos municípios cobertos por delegacias da mulher. No Amazonas, entretanto, dos 62 municípios apenas Manaus tem delegacia da mulher – uma no Parque 10 e um anexo no bairro Nova Cidade.

“Estamos muito abaixo da média nacional e para alcançarmos a média nacional teríamos que ter várias cidades com delegacias da mulher funcionando”, afirmou Alessandra, indicando a necessidade de instalação dessas especializadas inicialmente em polos como Parintins, Manacapuru, Itacoatiara, Tabatinga e Coari.

Durante a sessão, autoridades, instituições e servidores públicos que contribuem com a defesa da mulher em seus segmentos foram homenageados pelo Poder Legislativo. Um deles foi o desembargador Flávio Pascarelli, que como presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas colaborou com a celeridade no julgamento de processos que envolvem violência doméstica e familiar contra a mulher. Além disso, o Judiciário Estadual bateu todas metas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na defesa da mulher.

Também participaram da sessão os deputados Luiz Castro (Rede), José Ricardo Wendling (PT), Luiz Castro (Rede), Adjuto Afonso (PDT) e Serafim Corrêa (PSB).

Com informações da assessoria de comunicação da parlamentar.