Passageiros em retorno para Manaus relatam que estão com sintomas de Covid-19 após o Festival de Parintins 2022

Sintomas como febre, coriza e tosse são os mais comuns entre as pessoas que voltaram de Parintins

Foto: Reprodução

Diversas pessoas, segundo informações repassadas ao Radar, que viajaram para o município de Parintins e retornaram para Manaus testaram positivo para Covid-19. Sintomas da doença como febre, coriza e tosse são os mais relatados por visitantes e turistas que estiveram na Ilha Tupinambarana para prestigiar o 55° Festival Folclórico de Parintins, realizado nos dias 24, 25 e 26 de junho.

Ao longo da viagem, o Radar Amazônico não encontrou ações dos órgãos de saúde do Estado realizando ações de prevenção, além de não exigir o comprovante de vacinação contra a Covid-19 dos passageiros que foram de avião ou barco à Ilha Tupinambarana aproveitar o festival.

Vale ressaltar que o governador Wilson Lima (União Brasil) esteve em Parintins para “curtir o festival”. Porém, o mesmo não determinou ações de prevenção contra a Covid-19. Por outro lado, ao longo do festival, foram realizados 157 testes para Covid-19, desses, 21 testaram positivo para a doença. Na Ilha Tupinambarana, os exames foram realizados na Praça Eduardo Ribeiro, Porto de Parintins, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bumbódromo, no Hospital Jofre Cohen e na Unidade Básica de Saúde (UBS) fluvial Lígia Loyola.

O visitante Darison Oliveira disse que apresentou os sintomas da doença ainda em Parintins e precisou passar por exames ainda na Ilha Tupinambarana.

“Eu fiquei assim depois que peguei chuva e muito tempo exposto ao sol. Tive coriza e muita tosse. Fiz um teste, mas graças a Deus não deu positivo. O meu pulmão está normal, porém, os médicos recomendaram que eu usasse máscara na volta de Parintins para Manaus. Quando cheguei na capital, acabei testando positivo para Covid-19. É melhor que todos façam o teste da doença”, relatou.

Após chegar de Parintins, o visitante Felipe Abrahim testou positivo para Covid-19 e orientou que todo mundo fizesse a testagem para tirar qualquer dúvida.

“Sugiro a todos que foram ao Festival de Parintins que façam o teste de Covid! Eu, mesmo sem sintomas, testei positivo. Vamos evitar a proliferação”, disse.

Pessoas não vacinadas

O Radar Amazônico noticiou na última terça-feira (28) que 209.844 (duzentos e nove mil e oitocentos e quarenta e quatro pessoas) ainda não tomaram a primeira dose da vacina contra Covid-19 no Amazonas. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), os dados apontam que o número é ainda maior daqueles que ainda não tomaram a segunda, terceira e quarta dose da vacina.

Outras 268.763 (duzentos e sessenta e oito mil e setecentas e sessenta e três) ainda estão com a segunda dose atrasada.

Em relação à terceira dose da vacina contra a Covid-19, o número de pessoas em atraso ultrapassa meio milhão de cidadãos amazonenses, mais precisamente 725.176 (setecentos e vinte e cinco mil e cento e setenta e seis) pessoas estão dentro do prazo para recebê-la.

Com relação à quarta dose tem uma lista de espera de 340.092 (trezentos e quarenta mil e noventa e dois) usuários que estão aptos a toma vacina.

Vale ressaltar que nessa quarta-feira (29) a quarta dose da vacina contra a Covid-19 foi disponibilizada para pessoas de 18 a 39 anos. A lista dos pontos de atendimento foi disponibilizada no site da Semsa.

Resposta

O Radar Amazônico entrou em contato com a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) e a Secretaria de Saúde do Estado (SES-AM) solicitando um posicionamento a respeito do caso e se as pessoas que voltaram de Parintins estão sendo monitoradas.

Em nota, a FVS-RCP informou que “monitora o cenário de Covid-19 no estado, o que inclui os casos registrados de Covid-19, independente da realização de eventos de massa”. Até a publicação desta reportagem, não houve resposta por parte da SES-AM.