PC procura suspeito de roubar motoristas de aplicativo na capital

Foto: Divulgação

Marcos Rolim Ferreira, mais conhecido como “X-tudo”, está sendo investigado pela participação no roubo de três veículos ocorrido em dezembro de 2019, em bairros distintos da capital. Agora a Polícia Civil do Amazonas solicita a colaboração da população na divulgação da imagem do suspeito para tentar localizá-lo.

De acordo com o delegado Cícero Túlio, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), Marcos agia em conjunto com a companheira dele, identificada como Karen Aguiar de Almeida, que já foi presa pela equipe policial. O casal está envolvido no roubo de três veículos em áreas distintas da capital, utilizando a mesma estratégia para cometer os crimes. Nas ocasiões dos delitos, Marcos e Karen solicitavam uma corrida a um motorista de aplicativo de transporte privado urbano e, após iniciar as viagens, anunciavam o roubo.

“O primeiro crime, pelo qual o casal está sendo investigado, ocorreu no dia 7 de dezembro de 2019, quando os suspeitos solicitaram uma corrida pelo aplicativo e, na rua Manoel da Costa, na terceira etapa do bairro Lírio do Vale, zona oeste, anunciaram o roubo, levando o veículo modelo Gol, da montadora Volkswagen, de placa PWA-7307, além de pertences pessoais da vítima”, disse o delegado.

Conforme a autoridade policial, o segundo delito aconteceu no dia 16 de dezembro de 2019, no bairro Nova Esperança, zona oeste da cidade. Durante a ação, os infratores levaram o veículo modelo Celta, de placa NOY-6088, um aparelho celular e outros objetos pessoais da vítima. Já no dia 19 do mesmo mês, Marcos solicitou uma corrida a um mototaxista e roubou a motocicleta da vítima, da montadora Honda, modelo CG 160, de placa QDW-0805, além da quantia de R$ 150 em espécie. A ação criminosa ocorreu no bairro Ponta Negra, zona oeste de Manaus.

“Pedimos o apoio da população para localizarmos esse indivíduo. Destacamos que as denúncias podem ser feitas pelo número (92) 99962-2442, o disque denúncia da DERFV, ou por meio do número 181, canal de delações da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu Cícero Túlio.

Com informações da assessoria da PC-AM