PEC de gastos do governo Temer fará com que prefeituras cortem serviços

servico-saude-capa

A partir de 2017, as prefeituras devem rever os atendimentos em saúde, e poderão até ser levados a reduzir a oferta de serviços durante suas gestões. O motivo é a PEC de teto de gastos que deve ser aprovada pelo governo Michel Temer.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a avaliação foi feita pelo Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde e se baseia numa estimativa sombria de redução dos recursos para saúde durante os 20 anos de validade do teto.

Com a proposta do teto, que foi aprovada em primeiro turno na Câmara e ainda tramita no Congresso, eles estimam que os gastos federais em saúde vão se reduzir dos atuais 1,7% do PIB para 1% ao fim dos próximos 20 anos.

PEC 241

a proposta de emenda constitucional que cria uma teto para os gastos públicos, aPEC 241, que congela as despesas do Governo Federal, com cifras corrigidas pela inflação, por até 20 anos.

Fonte: Notícias ao Minuto