Pedido de abertura da ‘CPI da OS e da PPP’ já está disponível para assinaturas na Aleam

Foto: Reprodução

O anúncio da disponibilidade do requerimento da `CPI da OS e da PPP` para assinaturas foi feito na manhã desta quarta-feira (7) pelo deputado estadual Wilker Barreto (Podemos). A instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) depende de no mínimo oito assinaturas e visa investigar os contratos de gestão afirmados pelo Executivo para o gerenciamento do Complexo Hospitalar Zona Norte, que compreende o Hospital e Pronto Socorro Delphina Aziz e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Campos Sales.

De acordo com Barreto, o Parlamento estadual tem que continuar as investigações feitas pela CPI da Saúde, que detectaram indícios de fraudes e desvio de recursos públicos nos contratos firmado pelo Executivo para a administração do Delphina e UPA Campos Sales.

“Já está disponível a propositura da criação da CPI da OS e da PPP para assinatura dos deputados. Estamos falando de dois contratos danosos à coisa pública e que levam do contribuinte R$ 360 milhões por ano. Precisamos estancar essa sangria de dois contratos nocivos que estão em atividade e se tem uma coisa que sinto é a sociedade cobrando pela continuidade de investigação”, explicou Wilker.

O pedido da nova CPI visa apurar indícios de fraude e desvio de recursos públicos nos contratos da Organização Social (OS) Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH) e do Programa Estadual de Parceria Público-Privada (PPP) Zona Norte Engenharia, Manutenção e Gestão de Serviços S.A. – SPE, responsáveis pela gestão do HPS Delphina Aziz e da UPA Campos Sales. A OS é responsável por toda a parte de assistência médica (consultas, cirurgias, exames) e a PPP pela manutenção e área não assistencial (manutenção predial, manutenção de equipamentos clínicos, central de material esterilizado, higienização, entre outros).

(*) Informações da assessoria