Pesquisadores publicam estudo sobre mortes por covid-19

Foto: Reprodução

Integrando a série “Quarentenas Amazônicas”, que está em seu 6º volume , os  pesquisadores Renan Albuquerque (Ufam), Jeremias Leão (Ufam), Alexander Steinmetz (Ufam) e Jesem Orellana (Fiocruz/Amazônia) lançam, até este sábado (3), o livro “Os Desaparecidos da Covid-19”.

A publicação aborda temas relacionados a mortes em excesso e à desinformação durante a pandemia de Covid-19, a partir de leitura das Ciências Humanas, embora a matemática, a estatística e a ciência em geral relacionadas com a pandemia no Brasil também estejam contempladas no livro.

Obra interdisciplinar

Um estudo de caso sobre os primeiros seis meses da epidemia de Covid-19 em Manaus integra igualmente o livro, que foi realizado mediante esforço de pesquisa interdisciplinar a partir das instituições Ufam e Fiocruz/Amazônia. “Optamos por interpretar e descrever informações em linguagem acessível, acerca de subnotificações e volume de óbitos por Covid-19, considerando importante a difusão da ciência na atualidade.Com essa produção interdisciplinar, temos a meta de atingir um público mais amplo e democratizar os saberes científicos”, declarou o professor Renan Albuquerque.

O livro integra a série “Quarentenas Amazônicas” Foto: Divulgação/Ufam

Autores

Renan Albuquerque tem formação em Comunicação Social, Jeremias Leão é estatístico, Alexander Steinmetz é matemático e Jesem Orellana é enfermeiro e epidemiologista. O doutorando Lucas Ferrante (Inpa) assina o prefácio. O cientista social Gerson Ferreira (Ufam) e o historiador Noélio Martins (Ifam) complementam o prólogo e o posfácio.

Até este sábado, o e-book (livro em versão virtual) estará disponível gratuitamente, para ampla divulgação em link.

(*) Informações da assessoria