Pesquisas mostram: o negão tá on!

Fiquei boquiaberta gente com os resultados de pesquisas de opinião pública, as quais o Radar teve acesso na noite dessa quinta-feira (25), feitas apenas para chamado “consumo interno” – quando pesquisas não são tornadas públicas, mas apenas servem para nortear estratégias eleitorais de um grupo político.

As pesquisas apontam que o candidato derrotado nas eleições do ano passado para prefeito, o ex-governador Amazonino Mendes (Podemos), não só não saiu da cena política local como está com uma preferência do eleitorado que não se vê há anos. E olha que quem está falando isso, no caso euzinha, tenho três décadas cobrindo o cenário político local como repórter.

Na capital, por exemplo, aquela parcela do eleitorado que, tradicionalmente Amazonino sempre teve, tornou-se ainda maior. Não precisa nem ser nenhum expert em política pra notar que o seu maior “cabo eleitoral” na atualidade é exatamente o candidato que o derrotou nas urnas, David Almeida (Avante). Quanto mais David Almeida toma atitudes antipáticas e impopulares, mas Amazonino cresce nas intenções de voto.

Nos municípios do interior do Amazonas, a situação é ainda mais surpreendente, já que Amazonino não faz política nesses locais desde que deixou o governo em 2018 quando perdeu as eleições estaduais para Wilson Lima (PSC). Amazonino disputa em pé de igualdade com outros pretensos candidatos nas eleições estaduais do próximo ano a preferência do eleitorado do interior, com uma diferença gritante, outros agentes do cenário político local têm mandado milhões em emendas para o interior, enquanto Amazonino não mandou sequer um centavo.

Isso prova que negão está cada vez mais on, na memória do eleitorado e nas intenções de voto para o governo.