Anúncio Advertisement

PF encontra digitais de Geddel no ‘bunker’ dos R$ 51 milhões

A Polícia Federal identificou digitais do ex-ministro Geddel Vieira Lima no apartamento onde foram encontrados R$ 51 milhões na última terça-feira (5). Na maior apreensão em dinheiro vivo da história do Brasil, o imóvel ligado a Geddel passou a ser chamado de ‘bunker’. As digitais confirmam agora que o político esteve por lá.

Nesta quarta (6), o empresário Sílvio Silveira, apontado como dono do apartamento, se apresentou à PF e confirmou ter emprestado o imóvel para Geddel, localizado numa área nobre de Salvador.

O dinheiro estava distribuído em diversas caixas e malas e foi transportado em duas viaturas para a contagem – foram utilizadas sete máquinas de contagem – e depois depósito numa conta judiciária.

O ‘Bunker’

De acordo com a Polícia Federal, o dinheiro, que seria utilizado pelo ex-ministro Geddel Vieira Lima, foi contabilizado em R$ 42.643.500 e US$ 2.688.000 (R$ 8.387.366,40, segundo a cotação do dia, de US$ 1 dólar = R$ 3,1203). A soma dos valores em dólares e reais é de R$ 51.030.866,40.