Pianista Murilo Mazzotta se apresentou nesse sábado (8) no Palácio Rio Negro

O pianista e compositor paulista Murilo Mazzotta se apresentou, nesse sábado (8), no Salão Nobre do Centro Cultural Palácio Rio Negro, no Centro de Manaus. Ele apresentará o recital “Panorama Minimalista” às 19h. A entrada é gratuita. (Veja repertório no fim da matéria)

O repertório do recital é composto por obras minimalistas, de compositores como o francês Erik Satie, um dos antecessores do movimento, que foi revolucionário ao propor uma textura musical mais simples em obras como as Gymnopédies e as Gnossiennes, compostas no final do século XIX.

Já Philip Glass, conhecido como um dos mais célebres compositores minimalistas, será representado por quatro composições. O autor criou a trilha sonora de vários filmes contemporâneos, como As Horas, O Sonho de Cassandra, O Show de Truman e o brasileiro Nosso Lar.

As demais obras apresentadas pertencem ao que alguns teóricos chamam de “pós-minimalismo”. A produção musical brasileira será contemplada por composições do próprio intérprete e uma obra de Antônio Pinto, compositor brasileiro que foi aluno e estagiário de Philip Glass nos Estados Unidos.

O minimalismo musical tem como principais características a presença de muitas repetições, a ausência de uma linha melódica tradicional, motivos curtos, uma palheta harmônica simples e momentos de defasagens rítmicas.

As produções em série e as rotinas diárias também são refletidas no campo do minimalismo musical.

Repertório

Philip Glass
Abertura de Glassworks

Philip Glass
Estudo para Piano No. 2 (Volume 1)

Ludovico Einaudi
Underwood

Erik Satie
Gnossienne No. 1

Erik Satie
Gymnopédie No.1

Philip Glass
Estudo para Piano No. 9 (Volume 1)

Antônio Pinto e Jaques Morelenbaum
Central do Brasil

Yann Tiersen
Cantiga de um Outro Verão: a Tarde

Murilo Mazzotta
Fantasia Cósmica: Nebulosas

Murilo Mazzotta
Valsa-Choro

Murilo Mazzotta
Reminiscências de “Nesta Rua, Nesta Rua…”

Nils Frahm
Martelos

Philip Glass
Estudo para Piano No. 6 (Volume 1)