Anúncio Advertisement

Piscininha amor! Seduc vai pagar quase R$ 2 milhões por limpeza de piscinas

No governo de Wilson Lima, o que dá pra rir, dá pra chorar, e vice-versa! E como prefiro rir do que chorar, me veio logo à mente uma música que foi um dos hits do carnaval desse ano – Piscininha amor! – ao saber que a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), comandada pelo ex-deputado Luiz Castro, vai gastar quase R$ 2 milhões por ano com a limpeza de piscinas nas escolas públicas.

E vai ter muitos participantes e simpatizantes do governo do novo que vão dizer: mas tem que fazer a limpeza dessas piscinas pra que as crianças possam usar! Também concordo! Mas será que tem que pagar R$ 3.929,00 (três mil e novecentos e vinte e nove reais) pela limpeza de uma piscina na capital e R$ 5.840,00 (cinco mil e oitocentos e quarenta reais) por cada piscina limpa no interior? Cadê a promessa de campanha feita por Wilson Lima de ajustar valores de contratos, rever gastos do Governo, gastar menos e melhor?

E alguém tem que dizer pra alguns deputados governistas da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) que fica pra lá de feio ficar justificando esses gastos usando o argumento de que o governo passado (Amazonino) pagava os mesmos valores para esse tipo de serviço. É bom os governistas reavivarem a memória e lembrarem que o então candidato a governo Wilson Lima dizia, durante a campanha eleitoral, que o dinheiro do povo era usado de maneira errada por Amazonino e pelos governos que o antecederam? Wilson posava de vestal da moral e dizia que os valores praticados por outros governadores, na contratação de produtos e serviços, eram muito caros. Ele prometia rever esses valores e reduzir contratos em 30%.

Como é que após ser eleito, Wilson mantém os mesmos contratos do adversário que ele tanto criticava? Quem trouxe esse assunto à baila no plenário da Assembleia Legislativa foi o deputado estadual Wilker Barreto (PHS) que mostrou os contratos, nesta quarta-feira (20) que totalizam um montante de R$ 1.984.785,44 por ano em limpeza e manutenção de piscina semi-olímpica. Além disso, Wilker identificou que a pasta tem contrato com duas empresas que realizam o mesmo serviço e que atendem as mesmas escolas – bem como apontou o sobrepreço do valor unitário – chegando a cinco vezes mais que o praticado no mercado. As empresas são a R.M Machado e Cia Ltda e Amadeus Com e Representações Ltda Me.