Placa padrão Mercosul deve ser cadastrada por usuários do Zona Azul

Divulgação.

Os veículos emplacados que já fazem uso do novo modelo de placas padrão estabelecido pelo Mercado Comum do Sul (Mercosul) e precisarem utilizar o sistema de estacionamento Zona Azul Manaus devem fazer o cadastro usando o ícone “Placa Estrangeira”, tanto no site, quanto no aplicativo.

A medida, segundo o Consórcio Amazônia, que administra o sistema de Zona Azul Manaus, deve ser feita até fevereiro, quando haverá a atualização do sistema. “Até lá, os usuários cujos veículos têm placas do padrão Mercosul deverão fazer o cadastro como placa estrangeira”, afirmou o diretor operacional do Consórcio Amazônia, Guilherme Ruiz.

Para utilizar o sistema de estacionamento rotativo Zona Azul Manaus é simples: basta que o usuário faça o cadastro e adquira crédito (recarga) de R$ 2,45/hora, de forma online: através do site www.zamanaus.com.br ou pelo App Zona Azul Manaus.

De acordo com o consórcio, o usuário pode se cadastrar e associar quantas placas de veículos desejar. Há, ainda, a opção de adquirir créditos diretamente nos mais de 50 pontos de venda (bancas de jornais e estabelecimentos comerciais distribuídos no Centro e identificados no site) ou, em último caso, com os monitores.

Vagas

O sistema administra 2.673 vagas de estacionamento, disponíveis na Avenida Eduardo Ribeiro e nas Ruas 10 de Julho, Barroso, Henrique Martins, Rui Barbosa, 24 de Maio, Costa Azevedo, Marçal, Dona Libânia, Monsenhor Coutinho, Tapajós, Lobo D’Almada, Joaquim Sarmento, José Clemente, Ramos Ferreira, Frei Lourenço e Ferreira Pena. As referidas vagas atendem, com comodidade, a demanda de quem precisa estacionar no Centro de Manaus.

Com informações da assessoria do Zona Azul.