“Playboy do golpe” se passou por atleta para dar calote

Preso duas vezes por fingir mal-estar para não pagar contas em bares, Ruan Pamponet Costa deu golpe em bar de Águas Claras

Com carro importado e cercado por três seguranças particulares. Foi assim que o estelionatário Ruan Pamponet Costa (foto em destaque), 28 anos, chegou a um bar de Águas Claras, em 13 de abril de 2019. O homem, preso duas vezes na última semana por não pagar contas em restaurantes de Goiânia (GO) e Palmas (TO), se passou por “jogador famoso” e deu o calote no estabelecimento. O valor do prejuízo não foi informado pelos empresários.

Funcionários relataram que ele ficou no local durante a tarde e, na hora de pagar pelo consumo, informou que o cartão não poderia ser utilizado duas vezes no estabelecimento porque a esposa dele descobriria que ele estava lá.

O golpista tentou, ainda, enganar os garçons dizendo que havia feito um acordo com o dono do bar e que passaria o cartão mais tarde. Diante da constatação de fraude, todos foram encaminhados à delegacia.

Aos policiais um dos seguranças explicou que foi contratado para fazer a proteção de Ruan Pamponet porque ele alegou que era um jogador muito famoso e que corria perigo ao andar desacompanhado. O suspeito também alugou um carro importado com o tanque de combustível completo. O caso foi investigado pela 21ª Delegacia de Polícia (Pistão Sul).

Vida de balada

modus operandi do suspeito costuma ser o mesmo: consumir os produtos mais caros e dar desculpas para não arcar com os custos. Ele vai a bares e restaurantes badalados. Tem rotina de luxo, festas e saídas com garotas de programa.

Conforme a coluna revelou, Ruan Pamponet chegou a consumir R$ 5.810,31 em um bar localizado no Pontão do Lago Sul, em 7 de abril deste ano. Ele saiu sem pagar, e os funcionários chamaram a polícia. O suspeito foi liberado após assinar Termo Circunstanciado de Ocorrência.