PM alega ter apenas dois policiais para atender ocorrências no Careiro Castanho (ver vídeo)

Foto: reprodução

Um vídeo de uma policial militar viralizou nas redes sociais neste domingo (6) após ela alegar que o minicípio de Careiro Castanho (a 86 quiômetros de Manaus), estaria com o efetivo de apenas dois policiais para fazer a segurança de toda a cidade. A população passa das 38 mil pessoas e, com a onda de vandalismo no estado do Amazonas, desde a noite do último sábado (5), as guarnições não estão conseguindo atender a grande demanda de ocorrências.

Os atos de vandalismo começaram após PMs das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (ROCAM) trocarem tiros com Erick Batista Costa, vulgo “Dadinho”, que era conselheiro de uma facção criminosa. O suposto tiroteio ocorreu às 21h30 de sábado (5), no bairro Novo Aleixo, Zona Norte.  e causou a morte de “Dadinho”. Membros do tráfico, assim, receberam ordens de dentro de um presídio na capital, onde foram instruídos a atear fogo em prédios e veículos públicos como um ato de vingança contra a polícia.

Não foi somente Manaus que sofreu com os ataques terroristas, mas alguns municípios do Amazonas, como Iranduba, Manacapuru, Parintins e Careiro Castanho. No Careiro houve relatos de que suspeitos atearam fogo na secretaria de obras do município, no Sindicato dos Trabalhadores Rurais e outros prédios públicos. Veículos também foram destruídos na ação criminosas. Não há informações sobre feridos ou presos nessas ocorrências.

Foto: reprodução

O fato de não ter presos nas ocorrências do Careiro Castanho é justificado pelos próprios PMs que estão lotados no município. Dois policiais, ainda não identificados, postaram um vídeo nas redes sociais revelando a realiade da segurança pública no local.

“O efetivo do policiamento aqui [no Careiro Castanho, são dois pms. A cidade está sendo atacada. Deram rajada na prefeitura, tacaramn fogo na secretaria de obras, deram rajada no Centro do Idoso, tacaram fogo em um prédio atrás da prefeitura. Infelizmente nossa realidade é essa. Dois pms e um guarda municipal para tentar combater essa situação”, disse a policial no vídeo.

Sobre a falta agentes no município desde a noite de sábado, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informou que enviou reforço. De acordo com o órgão, agora o município conta com nove equipes, incluindo uma guarnição da Rocam.

Veja o vídeo