PMN anuncia que caminhará com Wilson Lima e David Almeida e filiados esvaziam a convenção (ver vídeo)

Foi anunciado o apoio ao candidato ao senado, Coronel Menezes, do PL de Bolsonaro, que também viu quase todo mundo ir embora

Vexame! É assim que pode ser vista a convenção do Partido da Mobilização Nacional (PMN), na tarde desta quarta-feira (03/08), no Studio 5 Shopping e Convenções. O local, tomado por filiados e correligionários, foi esvaziado quase que instantaneamente no momento em que o presidente do PMN, Ângelo Reis, anunciou apoio a Wilson Lima (União Brasil), candidato à reeleição para o Governo do Amazonas. As pessoas se retiravam do local dizendo xingamentos impublicáveis contra o governador e o presidente do partido.

Ângelo Reis chegou a anunciar que, às 17h, Wilson Lima estaria presente na convenção, mas o governador não deu as caras na convenção.

David Almeida e Tadeu de Souza não passaram da porta do Studio 5 e foram embora

Quem esteve no hall de entrada do Centro de Convenções foi o prefeito David Almeida e o vice de Wilson Lima, o ex-secretário da Casa Civil do prefeito, Tadeu de Souza Silva. Eles chegaram a ser chamados pelo mestre de cerimônias para subirem ao palco do Studio 5, mas diante de um local esvaziado, David Almeida, com cara de poucos amigos, e Tadeu de Souza, fizeram de conta que não ouviram seus nomes serem chamados, deram meia volta e saíram mais que depressa do local.

Os filiados do PMN se dizem traídos pelo presidente do partido, já que no domingo passado estiveram na convenção do Solidariedade, onde foi anunciado pelo mesmo Ângelo Reis apoio ao candidato a governador da sigla, o deputado estadual Ricardo Nicolau. Eles diziam não saber dos acordos feitos pelo presidente do PMN com o governador Wilson Lima e com o prefeito David Almeida, Correligionários do PMN disseram que não apoiariam Wilson Lima, nem tampouco pediriam votos para ele. Aos gritos, afirmaram que o povo amazonense havia sido abandonado pelo atual governador durante a pandemia da Covid-19 e que este não merecia ser reeleito.

O presidente do PMN, disse na convenção que o apoio do partido ao candidato ao Governo do Estado estaria condicionado ao apoio do majoritário à parte estrutural de campanha dos candidatos do PMN que não têm tempo de TV nem volumoso fundo partidário. Mas os filiados e candidatos do partido sequer quiseram saber de estrutura pra campanha e preferiram ir embora.

O presidente Ângelo salientou, ainda, ter conversado, na manhã desta quarta-feira, com o candidato Ricardo Nicolau. Ele disse que, na ocasião, declarou que o auxílio ao Solidariedade ainda seria visto com cautela. Diante disso, Ângelo teria feito o distrato do acordo firmado com o candidato do Solidariedade.

A equipe de comunicação de Ricardo Nicolau informou que o candidato deve realizar uma coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (4), para falar sobre o fato de ter perdido o apoio do PMN para Wilson Lima.