PMs fecham Torquato Tapajós e anunciam paralisação total nos próximos dias (ver vídeo)

Em protesto contra o governo do Estado, os policiais e bombeiros militares fecharam a avenida Torquato Tapajós, nessa segunda-feira (12), por 15 minutos. De acordo com o presidente da Associação dos Praças do Estado do Amazonas (Apeam), Gerson Feitosa, o ato foi para mostrar do que a categoria é capaz.

Em assembleia, os policiais deliberaram que nesta terça-feira (13), estarão reunidos na sede da Apeam, na rua Arthur Bernardes, bairro Parque das Laranjeiras, os representantes da tropa policial e representantes de cada Companhia Interativa Comunitária (Cicom) da cidade de Manaus.

Conforme a assessoria da Apeam, nessa reunião marcada na sede da Associação serão definidos os três dias de faltas coletivas, quando nenhum policial vai trabalhar, em protesto, reivindicando as promoções da categoria, que estão previstas em lei, mas o Governo não quer cumprir.

A paralisação marcada para o próximo dia 15 ainda não está definida. De acordo com Gerson Feitosa, o ato que fechará todos os postos policiais de Manaus, pode acontecer a qualquer momento, para que o governador não tenha como estar preparado e tente barrar a manifestação pelos direitos da categoria.