Anúncio

Polícia apreende mais de uma tonelada de cocaína no RJ

Uma operação conjunta entre a Receita Federal (DIREP), Polícia Federal (DRE) e Polícia Civil do Rio de Janeiro (DESARME e CORE) apreendeu 1,3 tonelada de cocaína na noite dessa quinta-feira (1). As drogas estavam escondidas em contêineres no Porto do Rio. Ainda não se sabe o origem e o destino da carga.

A droga estava distribuída em 48 malas no fundo de dois contêineres e chegou ao Rio na quarta (28). Um aparelho de raio X fez parte do processo de identificação da droga.

A droga estava embalada em pacotes e dentro de malas embalados à vácuo. Os criminosos adicionaram orégano, na tentativa de esconder o conteúdo dos pacotes dos cães farejadores.

Segundo a polícia, essa “foi uma das maiores apreensões de cocaína da história do Rio de Janeiro” e trata-se “cocaína pura” que estava chegando na cidade.

“A gente acredita que é a maior apreensão de cocaína da história do Rio de Janeiro e uma das maiores do Brasil”, explicou Fabrício Oliveira, delegado da Desarme.

Os agentes utilizaram aparelhos de raio X e cães farejadores com o objetivo de localizar armas de fogo, munições e drogas em carregamentos que se encontravam em trânsito no Porto. Após a apreensão, o prosseguimento das investigações fica a cargo da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal.

De acordo com os investigadores, o uso do Porto do Rio seria uma maneira de buscar uma nova rota, quando os criminosos identificam muita fiscalização em local.

“A gente observa que, em via de regra, o contrabandista procura se deslocar conforme a fiscalização se torna mais efetiva. No Porto de Santos aconteceram apreensões de vulto. Então eles tentaram a sorte no Rio de Janeiro e acredito eu que não foram muito felizes”, destacou José Francisco Pereira, da Receita Federal.