Polícia está a caça do acusado de ser o mandante do assassinato de mãe e filha em Coari

assassinato-coari-mandante-mae-e-filha

A imagem é de Raimundo Araújo de Souza, 43, mais conhecido no município de Coari pelo apelido de “Nego do Catara”. A policia aponta Raimundo como o suposto mandante do assassinato da professora Silma Fialho Muniz e de sua filha Suelen Fialho Muniz, ambas mortas quando conversavam na porta de casa. Duas mulheres da mesma família também ficaram feridas a tiros. O delegado Mauro Duarte, titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, divulgou a imagem e pediu colaboração da população com informações que possam levar ao paradeiro do acusado que está foragido. Os crimes aconteceram no último dia 14, naquele município.

Segundo o delegado, no dia dos assassinatos, por volta das 20h45, dois homens efetuaram disparos de arma de fogo em direção às vítimas, resultando nas mortes de duas mulheres, de 24 e 43 anos. Segundo o delegado, as outras duas vítimas, de 51 e 76 anos, foram atingidas no braço e nas pernas, mas não correm risco de morte.

Mauro Duarte informou que as sobreviventes reconheceram os autores dos disparos como Edionei e Jefferson. As mulheres relataram que Raimundo, acusado de ser o mandante, teria se envolvido em uma discussão com a família dois dias antes dos crimes e, por conta disso, teria dado ordem para que a dupla cometesse as execuções.  “Conseguimos efetuar a prisão de Edionei no dia seguinte ao atentado. Ele foi autuado em flagrante por duplo homicídio e duas tentativas de homicídio. Jefferson está sendo procurado, bem como Raimundo”, explicou Mauro Duarte.

O delegado informou, ainda, que Raimundo responde por crime de tráfico de drogas cometido em 2012 e teria fugido para Tefé (a 523 quilômetros de Manaus, em linha reta) ou para a capital após a confirmação das mortes das duas mulheres. O mandado de prisão preventiva em nome do infrator foi expedido na última segunda-feira, dia 19, pelo juiz Rafael Rodrigo da Silva Raposo, da Comarca de Coari.

Denúncias

Quem puder colaborar com informações que levem ao paradeiro de Raimundo, deve entrar em contato com a equipe a Polícia por meio dos números de telefone: (97) 3561-9815, 3561-3124, 98123-3791 ou 99182-4473. Também está disponível o telefone 181, disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM). A Polícia Civil assegura o sigilo sobre a identidade dos denunciantes.