Polícia prende acusados de matar estudante universitária

Iago Moraes Matos, 19, e Otávio de Jesus Negrão, 20, conhecido como “Negão”, apontados pela polícia como envolvidos no homicídio da estudante universitária Rayane Karoline Pinto Pereira. O crime aconteceu na noite do dia 24 de junho deste ano, por volta das 20h30, na Rua Inhambu, bairro Cidade de Deus, zona Norte da cidade. Os acusados foram apresentados na manhã desta terça-feira, dia 3, durante coletiva de imprensa realizada às 10h, no prédio da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na zona Leste da capital.

De acordo com o delegado adjunto da DEHS,Torquato Mozer, as prisões dos jovens aconteceram em cumprimento a mandados de prisão preventiva e temporária.Iago foi preso por policiais militares da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) na tarde da última quinta-feira, dia 28 de setembro, por volta das 16h25, na Rua São Domingos Sávio, antiga Rua Atlético Mineiro, bairro Cidade de Deus.

Ele foi abordado pelos policiais militares porque estava conduzindo uma motocicleta com restrição de roubo, com a placa e o número de chassi adulterados. Ele foi levado ao 13º DIP, onde foi indiciado por adulteração de sinal identificador de veículo automotor. No DIP foi constatado que o jovem tinha, em aberto, mandado de prisão preventiva pela autoria do homicídio da universitária.

Já Otávio foi preso pela equipe da DEHS na tarde de ontem, dia 2 de outubro, por volta das 15h30, na Rua São Bento, bairro Cidade de Deus, em cumprimento a mandado de prisão temporária por envolvimento no homicídio. Os mandados de prisão preventiva em nome de Iago e de prisão temporária em nome de Otávio foram expedidos no dia 25 de julho deste ano, pela juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

“Durante depoimento Iago argumentou que um homem, identificado como Esivaldo Marques Vale, 30, o teria denunciado à polícia por envolvimento com o tráfico de drogas na zona Norte. Por conta disso, Iago confirmou que pretendia matar o delator. No dia do crime “Negão” avistou Esivaldo e informou Iago, que foi até a residência onde morava, pegou uma arma de fogo e efetuou disparos em direção ao denunciante. Entretanto, um dos tiros atingiu a universitária, que estava caminhando na via com alguns familiares dela, indo a uma festa escolar”, declarou Mozer.

Esivaldo foi atingido na perna esquerda, mas sobreviveu ao atentado. Rayane foilevada ao Hospital e Pronto Socorro Doutor Aristóteles Platão Bezerra de Araújo, na zona Leste da cidade, mas não resistiu ao ferimento e morreu na unidade hospitalar.

Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp), foi verificado que Iago tem passagem pela polícia por receptação com falsificação de documento público, além de ameaça com vias de fato no âmbito da violência doméstica. Já Otávio tem passagem pela polícia por furto e vias de fato. Os infratores foram indiciados por homicídio.

Ao término dos procedimentos cabíveis na especializada, Iago será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará à disposição da Justiça. Já Otávio irá permanecer custodiado na especializada, até a conclusão das investigações em torno do caso.

FOTOS: Erlon Rodrigues / Assessoria de Imprensa da PC-AM