Polícia prende homem acusado de esfaquear esposa e ainda deixá-la amarrada pra morrer lentamente

assassini-esposaJá está em Manaus, após ser preso no sábado passado (22), no município de Novo Airão, por policiais civis da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros, Leandro Marinho de Castro, 32 anos, acusado de matar a mulher a facadas.  LEANDRO  assassinou sua esposa, Maria Angelica Pedrosa de Melo, 45 anos, no dia 14 de fevereiro, por volta das 07h da manhã, na Rua Ilídio Lopes, Nº 05, no Bairro de Petrópolis.

Segundo a Dra. Georgia Soares Pereira Cavalcante, Delegada Adjunta da Delegacia de Homicídios, que acompanhou o caso, LEANDRO desferiu três facadas a sangue frio na sua esposa, e como ela ainda estava viva, pedindo socorro, ele a amordaçou, colocando um pano em sua boca e amarrando seus braços para trás, para que não pedisse ajuda. A vítima morreu no local.

Segundo o delegado titular da Homicídios, Dr. Paulo Martins que participou ativamente da prisão de Leandro,ele já confessou o crime, e deu como justificativa para ter fugido de Manaus o fato de ter “medo de ser morto”. Ainda segundo o delegado, LEANDRO escolheu o município de Novo Airão, pois tentava despistar a Polícia, visto que a sua família vive no município de Careiro da Várzea.

O acusado foi preso em via pública no Município de Novo Airão, quando ia pra casa de um de seus tios, onde ele estava sendo escondido. Um dos tios de Leandro que supostamente o ajudou na fuga, já foi identificado pela polícia, e será notificado a comparecer na Delegacia de Homicídios e Sequestros, onde provavelmente será indiciado no Artigo 348 CPB, por ter favorecido a fuga do acusado.

Contra LEANDRO MARINHO DE CASTRO, foram cumpridos dois mandados de Prisão Preventiva, expedidos pela Dr. Rosália Guimarães Sarmento, Juíza de Direito do 2º Tribunal do Juri, e pela Juíza Luciana da Eira Nasser, Juíza de Direito do 2º Juizado Especializado da Violência Doméstica (Maria da Penha), visto que depois de matar a sua esposa Maria Angélica, ameaçou de morte a sua ex-esposa Beatriz de B.S.F, de 31 anos.

O acusado após realizar exame de corpo de delito, será encaminhado para a Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa, onde aguardará decisão da justiça.