Polícia prende pistoleiro acusado de matar desafetos de traficante

Rapaz preso 2

O assassinato ocorrido num posto de gasolina, no dia 02 de janeiro de 2014, teria sido praticado por Kedson Matias Pedrosa, 20, que matava a mando de um traficante. Essas explicações foram dadas, nesta quinta-feira (28), pelo titular da delegacia especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins.

Delegado Ivo Martins 2Durante coletiva de imprensa, no prédio da Delegacia Geral da Polícia Civil do Amazonas, o delegado Ivo Martins destacou que Kedson também tem envolvimento com o tráfico de drogas e, atualmente, a especializada investiga se ele tem participação em outros homicídios. “Kedson tem relação com o comércio de entorpecentes no bairro Colônia Antônio Aleixo e recebia ordens de um traficante conhecido da área, que já se encontra preso, para praticar crimes de pistolagem contra qualquer desafeto”, disse.

Segundo o delegado, a equipe da DEHS conseguiu localizar Kedson após o recebimento de uma denúncia anônima, onde foi revelado o paradeiro dele. “Com essa ligação, conseguimos encontrar o acusado na residência da mãe dele, que fica situada na Rua Nova República, Beco União”, explicou Martins.

O homem foi preso em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela Juíza Mirza Telma de Oliveira Cunha, por homicídio qualificado e após os procedimentos legais, ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.

Relembre o caso

O homicídio ocorreu no dia 2 de janeiro de 2014, em um posto de gasolina, localizado na Avenida Cosme Ferreira, bairro São José. Juciley foi atraído até o local por outros comparsas de Kelson que ainda não foram identificados pela polícia.

Um desses comparsas tentou matar a vítima e só não consumou o crime porque o armamento dele falhou. Em seguida, Juciley ligou para Kedson, e pediu ajuda. Kedson foi até o posto de gasolina e efetua cinco disparos na cabeça de Juciley que morreu no local.

Fotos: Sérgio Augusto /Assessoria de Imprensa da PC-AM