Polícia procura homem acusado de estelionato e associação criminosa

Harlison Araújo Pinto, de 26 anos, está sendo procurado pela polícia civil por estelionato e associação criminosa. O infrator se passava por funcionário de uma concessionária de abastecimento de água da capital e exigia dinheiro de clientes. A polícia pede apoio da população para localizá-lo.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS), delegado Paulo Benelli, o homem participava de uma organização criminosa que estava em atividade desde o início do ano. Os infratores iam às casas das vítimas portando materiais de expediente (formulários para autuação e cobrança de supostos débitos), uniformes e crachás da empresa, e exigiam, indevidamente, valores dos mesmos, alegando que, quem não efetuasse o pagamento iria ter o fornecimento de água interrompido. Os valores variavam entre R$ 100 e R$ 500.

“Durante as investigações em torno do caso, constatamos a identidade de Harlison como um dos participantes da organização criminosa, verificamos que o infrator já havia sido preso em 2018, após entrar em residências, também se passando por funcionário da concessionária, para roubar as vítimas. No entanto, o infrator já está em liberdade e encontra-se foragido”, explicou Benelli.

O titular da DECFS disse que foi representado à Justiça o pedido de busca e apreensão na casa de Harlison, e as diligências irão continuar até localizá-lo.

Quem puder colaborar com informações sobre a localização de Harlison, ligar para o número (92) 3622-7837, o disque-denúncia da DECFS. “Também disponibilizamos o 181 da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu Paulo Benelli.

(*) Com informações da PC-AM