Policiais desaparecem após acidente de barco no rio Envira

Foto: Reprodução internet

Um investigador da Polícia Civil e um sargento da Polícia Militar estão desaparecidos desde a madrugada dessa segunda-feira (20), após sofrerem um acidente de barco. Eles se deslocavam para uma operação em uma comunidade ribeirinha, localizada no município de Envira (a 12280 km de Manaus) e nas proximidades de Feijó, no Acre.

Segundo o comandante da PM de Envira, tenente Felipe Cerqueira, a equipe policial saiu da sede do município por volta das 19h de segunda (20). O objetivo da operação era realizar buscas de foragidos que estariam escondidos em uma comunidade, situada a mais de seis horas de barco.

Ao todo, cinco oficiais estavam na embarcação: o comandante Cerqueira, dois guardas municipais, o sargento da PM e o investigador da Polícia Civil. Por volta das 2h, o barco bateu em um tronco de árvore no meio do rio Envira e naufragou.

“Ficamos mais de 25 minutos à deriva no meio do rio. Depois, tivemos que nadar por quase meia hora até chegar à margem”, disse Cerqueira.

Devido ao isolamento do lugar, só por volta das 11h de terça-feira (21) é que a informação sobre o acidente chegou em Manaus, de acordo com as informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).

O titular da pasta, Coronel Louismar Bonates, lamentou o acidente e afirmou ter tomado as providências para acelerar o envio de mergulhadores do Corpo de Bombeiros, na tentativa de localizar os dois policiais.

“Faremos o que for necessário. Já estamos contando com o apoio da Marinha e da Polícia Militar e Bombeiros do Acre estão participando da ação”, disse Bonates, que determinou aos comandos da PM e da Polícia Civil que prestem o suporte psicossocial às famílias dos servidores da segurança.