Policiais são presos suspeitos de envolvimento em tráfico de drogas em Manaus

Foto: divulgação

Dois investigadores da Polícia Civil foram presos durante uma operação para apreender cerca de 1,6 tonelada de maconha do tipo skunk no município de Novo Airão (distante 115 quilômetros de Manaus). Os mandados de prisões foram cumpridos por volta das 7h desta segunda-feira (12).

A operação começou na última sexta-feira (9), quando os delegados Bruno Fraga e Rafael Allemand, diretores do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e Departamento de Polícia do Interior DPI, respectivamente, receberam informações que drogas tinham sido furtadas de um caminhão, em uma marmoraria, localizada na avenida da Torres, em Manaus.

A equipe conseguiu imagens das câmeras de segurança e, identificaram alguns veículos pela placa e um dos envolvidos, que foi interrogado e confirmou o crime e foi detido. Outros dois suspeitos foram identificados e presos em dois bairros diferentes da zona centro-sul de Manaus.

O balanço da ação policial foi divulgado durante coletiva de imprensa, realizada no prédio do Centro Integrado de Comando e Controle, na Avenida André Araújo, bairro Petrópolis, zona centro-sul. Na ocasião, estiveram presentes o secretário de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), coronel Louismar Bonates; a delegada-geral da PC-AM, Emília Ferraz; e o delegado Bruno Fraga, diretor do DRCO.

Conforme a delegada-geral, Emília Ferraz, esta é mais uma ação bem-sucedida, desempenhada pelos policiais civis, que deixou um prejuízo de R$ 6,5 milhões aos criminosos.

“Sabemos que o crime independe da roupa que você usa, porém, vamos estar nas ruas trabalhando por vocês, e caso algum policial não esteja trabalhando de forma condizente com sua função, ele irá responder criminalmente. Queremos dar mais tranquilidade à população e hoje apresentamos mais um trabalho positivo”, acrescentou Emília.

Os suspeitos responderão por furto, tráfico de drogas e associação ao tráfico.