Pop Ópera surpreende público com novas versões para clássicos

opera 1

A fusão de ritmos e estilos musicais com algumas das principais árias da música lírica agradou ao público que lotou na noite deste domingo (1º) o Largo de São Sebastião, na região central de Manaus, para assistir ao concerto Pop Ópera, dentro da programação do XVIII Festival Amazonas de Ópera, promovido pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.

De “O Guarani” de Carlos Gomes com melodias de Michael Jackson a versões carnavalescas, ritmos populares e até mais pesadas dignas de uma banda de heavy metal para composições clássicas como “A Caminhada das Valquírias”, do alemão Richard Wagner, o espetáculo foi repleto de surpresas ao público.

“Este é um espetáculo democrático que mostra a diversidade artística e cultural da ópera e o quanto ela está presente em nosso cotidiano, mas também o talento de nossos artistas, cantores, tenores e músicos que em um mesmo evento podem unir com excelência a música popular e o erudito para criar algo novo”, avaliou o secretário de Cultura Robério Braga.

Acompanhados ao piano e regidos pelo maestro Marcelo de Jesus, o show contou com a presença da Amazonas Filarmônica Experimental Band, do Coral do Amazonas e das solistas Dhijana Nobre e Isabelle Sabrié e dos tenores Enrique Bravo e Rafael Lima, todos integrantes do grupo.

Sucesso de público e crítica, o XVIII Festival Amazonas de Ópera termina esta semana com três apresentações de rOCka, um tributo à grandes bandas dos anos 1970 no Teatro Amazonas  já com todos os ingressos esgotados.

REPERCUSSÃO MALHEIRO

Anunciado no último final de semana como o novo diretor artístico do Teatro São Pedro, em São Paulo, o maestro Luiz Fernando Malheiro, diretor artístico do Festival Amazonas de Ópera e também regente principal da Amazonas Filarmônica fez questão de ressaltar antes da apresentação que seu trabalho no Amazonas continuará.

“Nosso trabalho junto à Secretaria de Estado de Cultura permanece e será ampliado, pois já estamos com uma bela programação para a Copa do Mundo em andamento e até iniciamos alguns planos para o segundo semestre, com a retomada da 11ª edição da Serie Guaraná, que trará muitas surpresas e novidades”, destacou Malheiro.

Para o secretário Robério Braga, além do reconhecimento ao trabalho do maestro, a indicação possibilitará ainda maior intercambio entre talentos e obras entre os dois estados.

Para mais informações sobre as ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse facebook.com/culturadoamazonas.

opera 2

opera 3

opera 4