Anúncio Advertisement

População faz campanha no Whatsapp contra nova taxa do Detran

A nova taxa de R$ 133,30 cobrada pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM), para o serviço de inspeção veicular ambiental, tem causado revolta na população. Desde a manhã desta quinta-feira (21), o Radar está recebendo mensagens pelo Whatsapp de leitores que se mostram indignados com a nova taxa, que foi anunciada na última segunda-feira (18), pelo diretor do órgão, Leonel Feitoza, e que começou a valer ontem (20), segundo um memorando despachado pela diretoria do Detran-AM.

Nas mensagens recebidas pelo Radar os leitores afirmam que não aguentam mais pagar taxar e novos impostos que vão surgindo. “CHEGA DE ROUBO CONTRA O POVO. Isso é uma vergonha pagar R$ 133,30 e saber que estão nos roubando descaradamente e na cara de pau”, diz a mensagem.

Os leitores reclamam que o valor do veículo na compra já é alto, além do IPVA, multas e outras taxas que eles classificam como abusivas.

Nas mensagens os leitores também chamam a atenção do governador David Almeida para o que o Detran está fazendo, elogiando o trabalho que vem sendo feito por ele em sua passagem pelo Executivo, mas pedindo uma ação enérgica contra a aplicação da taxa de inspeção veicular ambiental. “Governador David Almeida o senhor entrou no mandato tampão tão bem, nós o povo do Amazonas temos que lembrar do senhor por coisas boas e não das coisas ruins como essa taxa abusiva, será que o senhor não vai querer concorrer a mais nada no nosso estado?”, pontua.

Os leitores afirmam estar impressionados com a rapidez que essa taxa começou a valer, como se fosse ‘da noite para o dia’, sem qualquer aviso prévio. “Cadê os nossos representantes como, os nossos deputados estaduais e vereadores da nossa cidade e o Ministério Público, será que isso não interessa a vocês?, Ou povo deve se lascar?”, finalizam os leitores.

Eles destacam que o pedido para barrar a nova taxa se estende ao governador eleito, Amazonino Mendes (PDT).

Sobre o serviço de inspeção veicular ambiental, Leonel Feitosa informou à imprensa, na segunda-feira, que está buscando cumprir o Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE) instituído pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente através da Resolução (CONAMA) n.º 18, de 6 de maio de 1986, a Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), nº 418, de 25 de novembro de 2009 e a Lei nº 8.723, de 28 de outubro de 1993, que dispõe sobre a redução de emissão de poluentes emitidos por veículos automotores como parte integrante da Política Nacional de Meio Ambiente.

Feitosa afirmou que já havia sido intimado pelo Ministério Público Federal (MPF), para implantar o serviço no Amazonas. “Eu já respondi a vários processos. O ultimo foi arquivado, pois, mostramos ao MPF que já estamos cumprindo todos os tramites legais para o credenciamento das empresas”, ressaltou.

De acordo com ele, dos R$ 133,30 pagos pelo serviço R$ 5% do valor vai para o Detran-AM, R$ 5% será destinado ao Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (IPAAM), e R$ 5% para o Fundo Nacional do Meio Ambiente. Os outros 85% ficarão para a empresa que fizer o serviço, que o próprio Leonel afirmou que são de fora do Amazonas.

Uma delas é a empresa Nova Geração Tecnologia e Serviços, e a outra é a B.C.B Serviços.