População protesta e tenta derrubar portão após não receber ‘Peixe no Prato’ prometido por Wilson Lima (ver vídeo)

Os moradores do bairro Jorge Teixeira enfrentaram sol e chuva desde a madrugada em uma fila quilométrica para conseguir o pescado, mas muitos saíram de "mãos abanando"

peixe população 2

Foto: Reprodução/ Radar Amazônico

Mesmo após enfrentarem filas quilométricas debaixo de sol e chuva desde a madrugada desta terça-feira (12), centenas de pessoas ficaram sem receber o pescado prometido pelo governador Wilson Lima (União Brasil), durante ação do programa “Peixe no Prato”. A edição ocorreu no bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus.

A ação é coordenada pela Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS) com o intuito de beneficiar as famílias cadastradas junto à Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e ao Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

O Radar constatou que no local foram oferecidas 13 toneladas de peixe, mas o mesmo não serviu para todos e muitos presentes saíram de mãos abanando”.

“Fomos enganados. Olha o transtorno que foi causado. Tivemos esperança de pegar um peixe para comer com nossa família, mas não conseguimos. Secretarias responsáveis, respeitem o povo. Estou indignado com o governador Wilson Lima. Cheguei antes das 6h. Isso foi falta de planejamento. Façam a coisa certa. Estou revoltado. Tiveram pessoas que pegaram peixe mais de duas vezes”, disse revoltado um dos moradores do bairro.

“Estamos desde 3h da madrugada aqui com crianças, idosos, na chuva. Não queremos Wilson Lima aqui. Fora Wilson, fora Wilson”, disse outra mulher que estava presente no local.

No local, policiais militares ainda intimidavam parte da população que procurava saber mais informações sobre a falta de peixe.

Resposta

O Radar Amazônico entrou em contato com a Seas solicitando um posicionamento a respeito da confusão que aconteceu no local. Até a publicação desta reportagem, nenhum órgão se manifestou.

Confira as reportagens na íntegra: