Por favor, responde pra mim!?!?

duvidas123

Parece que o processo eleitoral embotou a mente de muita gente, porque não é possível que certas coisas não estejam acima de qualquer processo eleitoral, acima do voto, acima de Melo e Braga, acima de ganhar ou perder. Quer ver? Peço que quem está nesse momento lendo esse texto,  me responda, por favor, o seguinte questionamento: Vamos supor que seja verdade o que diz o subsecretário de Justiça e Direitos Humanos do Amazonas, major Carliomar Barros Brandão, e realmente a gravação de sua conversa dentro do presídio, com bandidos, entre eles, o traficante e um dos líderes do crime organizado no Estado, Zé Roberto, tenha sido “manipulada”, “a conotação do que foi dito teria sido distorcida por que mudaram a sequência dos trechos do diálogo”, o meio veio pro fim, o fim pro início, e assim por diante. Afinal, o major não nega que esteve lá, não nega que houve a reunião, não nega que aquela é a sua voz, e nem que quem está falando com ele é o traficante Zé Roberto. Certo?

Aí, pense que no lugar dele fosse você, major da PM, autoridade máxima da segurança pública, um dos comandantes do setor de Justiça e Direitos Humanos de todo o povo de um Estado. E, você vai no presídio para conversar com um traficante porque ficou sabendo que haverá rebelião no presídio – o que já é estranho, né mesmo (?), um oficial conter motim “negociando” com um traficante como se o bandido tivesse o direito de mandar no presídio -, usando a expressão do major, haveria um “banho de sangue na cadeia por causa de briga de grupos rivais”. E, sentado em uma cadeira, você fica ouvindo um bandido falar sobre eleição. Dar “aula” de como consegue mais de 100 mil votos. De como tem poder dentro e fora do presídio. De como conseguir voto sem nem mesmo pagar cem reais, é só dar uma ordem. De como manda matar seus rivais. De como vai mandar matar policiais como você, caso um policial mate um dos membros de sua “família”, um dos integrantes do tráfico. De como ele tem armas, dinheiro e também tem voto pra eleger até governador!

Vá, alguém me responde! Isso é normal? E, nesse momento faço um adendo nesse assunto para deixar claro que não se quer “crucificar” o major Carliomar Brandão porque – isso é uma opinião minha – não acredito que ele estivesse lá porque quisesse, pra mim ele estava cumprindo ordens, foi usado numa eleição onde já se viu de tudo acontecer. Mas, voltando ao que estávamos falando – ou melhor  escrevendo – eu respondo o que eu esperava que tivesse acontecido naquela sala do presídio, na pior das hipóteses.

Dentro das minhas convicções, o major Brandão, e com ele também o diretor do presídio capitão José Amilton da Silva, teriam o seguinte diálogo, – como já disse antes no caso de ser verdade o que disse o major sobre um possível motim com “banho de sangue” na cadeia – quando ele (Zé Roberto) começasse a “discursar” sobre apoio e votos para o Chefe de Estado, o governador, seria interrompido no mesmo momento: “O governador desse Estado não me mandou aqui pra falar de eleição contigo cara – essa expressão é das mais amenas porque em todo filme policial o bandido leva logo pela cara o nome de vagabundo. O chefe desse Estado não tá precisando desse tipo de voto! Vim aqui te falar que se tu te meter (sic imaginário) em fazer motim e matar os outros aqui dentro do presídio vou te mandar pra um presídio federal na pqp, bem longe daqui, onde tu (sic imaginário de novo) não vai ouvir nem grilo. Tu tem sorte de tá aqui (idem no sic), perto da tua família. Tu tá pensando que pode mandar nessa porra (desculpa o palavrão imaginário). Aqui quem manda é o Estado, isso aqui tem ordem!

Mas, esse diálogo não está na gravação, né mesmo? E pode me chamar de truculenta e arrogante porque nessa hora eu queria ver mesmo era a polícia dos filmes, ao estilo Tropa de Elite. Porque essa era a resposta pra mostrar que nossos filhos estão seguros pelo Poder do Estado, pela força da Justiça, e não estão a mercê de traficantes nas escolas, nas ruas, e nem em lugar algum. Que nossos adolescentes não vão ser influenciados por traficantes e nem virar “braço armado” do crime organizado. E isso está acima de eleição, porque nossas famílias estão acima de qualquer interesse, principalmente o interesse político. Então, por favor, nem que seja pra me esculhambar, mas me responde!?!? (Any Margareth)