Por que o Grêmio ‘recontratou’ Diego Souza duas semanas após informar saída

Diego Souza permaneceu no Grêmio com vínculo de mais um ano – Diego Souza permaneceu no Grêmio com vínculo de mais um ano
Foto: Lucas Uebel/Grêmio

No último dia de 2021, o Grêmio oficializou a renovação de contrato de Diego Souza. A, digamos, “recontratação” aconteceu menos de duas semanas depois de o clube, em nota oficial, informar que o jogador não seguiria no elenco neste ano. E a principal razão que levou ao “oi, sumido” foi a falta de opções.

O Grêmio não apenas oficializou a saída de Diego Souza, que tinha sido artilheiro das duas últimas temporadas, mas afirmou publicamente que o jogador não estava nos planos. As palavras foram do vice de futebol, Denis Abrahão, sublinhando o desejo de desligamento.

“Vai ser difícil tornar competitivo. Queremos uma equipe que corra, dê carrinho e tenha marcação intensa. Ele não se enquadra nesse perfil”, disse em entrevista à Rádio Guaíba. “Se tivesse 30 anos e pesasse 90 quilos, seria o melhor centroavante do mundo. Ele está com o boi na sombra. Vai ser difícil tornar competitivo”, completou reforçando a preocupação com a condição física do jogador.

Mas o cenário mudou a partir do passo seguinte à saída. Quando viu Diego ir embora, o Grêmio pretendia agregar uma reposição, mas não conseguiu.

Com objetivo de reduzir a folha de pagamento, também acertou o desligamento de Borja, que estava emprestado pelo Palmeiras. Restou apenas Diego Churín no elenco, e até mesmo ele pode sair.

Ao sondar opções no mercado da bola, o Tricolor não encontrou o que esperava. Nas investidas que teve, atletas procurados ou não apresentavam garantia de retorno técnico ou demandariam investimento muito alto para um orçamento que será restrito em razão da queda de valores provocada pelo rebaixamento para Série B.

Enquanto isso, Diego Souza não se acertou com clube algum. Sport e Vasco tentaram aproximações sem sucesso.

O Tricolor, então, ofereceu um vínculo com salário menor do que no contrato anterior somado a cláusulas de produtividade e persuadiu Diego Souza a voltar. “Seguimos juntos em 2022. Que seja um ano de vitórias e conquistas”, publicou o jogador em suas redes sociais.

Aos 36 anos, Diego Souza vive sua segunda passagem pelo Grêmio. Somando os feitos em 2007 [primeira passagem] e 2020 e 2021 [segunda passagem], ele tem 168 jogos e 68 gols marcados.