Por que Pedrinho tenta convencer Carille a jogar em sua posição favorita

O gol marcado pelo Corinthians no último domingo (28) é simbólico para Pedrinho por causa das circunstâncias. Ele já deixou claro que prefere atuar pelo meio, mas Fábio Carille acha melhor tê-lo na ponta direita, por diversos motivos. Quando o treinador finalmente ouviu o atleta, o resultado foi imediato, e o camisa 38 provou que pode ser protagonista
Contra o Bahia, na derrota por 3 a 2, Pedrinho voltou a marcar um gol após sete meses de jejum no Corinthians. Ele recebeu bola de Ramiro na entrada da área e arriscou, acertando o cantinho. É justamente o tipo de jogada que Carille espera de seus meias centrais, e Pedrinho conseguiu mostrar serviço.

O posicionamento é assunto antigo no Corinthians. No início do ano, Carille afirmou em entrevista coletiva que “desconhecia” Pedrinho atuando na faixa central do gramado, ainda que o jogador tivesse atuado em uma Copa São Paulo de Juniores inteira nesta posição. Desde então, o meia mostra preferência em jogar por dentro sempre quando é questionado sobre o assunto.
“É o que sempre digo: muitas vezes a gente joga de ponta e não tem muita oportunidade [de gol]”, disse Pedrinho após a partida em Salvador. Ele tenta ter sua primeira sequência pelo meio, dado que Jadson não tem conseguido ser o mesmo de 2018 e Sornoza também não é visto por Carille como o ideal para a função.

O treinador é reticente porque, em sua visão, Pedrinho não tem o porte físico necessário para dar as costas aos volantes. O técnico o vê como um meia “de muita qualidade”, mas gostaria que ele fosse um pouco mais incisivo com a bola -como já cobrou publicamente. No geral, portanto, Pedrinho vinha jogando deslocado e ainda pressionado a entregar mais em uma posição que não se sente à vontade.

No domingo o meia deu a resposta. Escalado pelo treinador como “camisa 10”, jogou à frente de Ralf e Sornoza, enquanto Ramiro fez o lado direito do campo -foi uma tentativa de aumentar o poder de marcação daquele lado e conter os avanços de Moisés, lateral esquerdo do Bahia. Nesta estratégia toda, Pedrinho saiu ganhando: jogou na posição em que gosta e ainda fez gol por ali.

Ele pode ter nova oportunidade no meio nesta quarta (1º), quando o Corinthians recebe a Chapecoense em Itaquera pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Como a partida calhou de acontecer no feriado de 1º de maio, a bola rola mais cedo do que o usual das quartas-feiras: às 16 horas.