Professores prometem manifestação na Assembleia nesta sexta

Os sindicatos representantes dos professores do Amazonas  informaram que a categoria vai acompanhar de perto a votação da Proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), prevista para acontecer nesta sexta-feira (12), na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM). O grupo promete se manifestar contra a aprovação da proposta. 

Para os profissionais da educação, a LDO enviada pelo Governo do Amazonas para votação dos deputados estaduais, prejudica a categoria, pois congela os reajustes salários até o ano de 2021, bem como nega as promoções e progressões de cargos. 

“Este projeto, notoriamente, é  prejudicial à nossa categoria. E diante de tal ameaça de negação de direitos, evidentemente, que não podemos ficar calados e acomodados. Assim sendo, vamos à luta para garantir que a data-base 2020 seja garantida e que as  promoções e progressões sejam asseguradas”, disse a presidente do Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical), Helma Sampaio.   

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam) também convocou os profissionais a estarem na Casa Legislativa para impedir a votação. 

“Mais uma vez, estamos sofrendo ataques por parte deste governo. Vamos tentar impedir essa votação. Precisamos de todos lá. Nós vamos acompanhar e pressionar os deputados para evitar perdas. Pelo visto, o governador Wilson Lima está querendo adiantar uma batalha com a nossa categoria prevista somente para 2020 e nós vamos, mais uma vez, enfrentá-la”, disse a presidente da entidade, Ana Cristina Rodrigues.

Os deputados estaduais devem votam a Lei de Diretrizes Orçamentárias nesta sexta, conforme anunciado pelo presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Josué Neto, na quarta (10). Além da LDO será votada os projetos de leis dos parlamentares.