Praciano volta ao lugar onde começou sua luta pelos direito dos trabalhadores: o Distrito Industrial

praça jõao pedro

Candidato ao Senado pela coligação “Renovação e Experiência”, Francisco Praciano esteve de volta ao lugar onde iniciou sua sua vida pública: o Distrito Industrial.

Na manhã desta segunda-feira (25), Praciano e o candidato a deputado federal, João Pedro, conversaram com os trabalhadores do Polo Industrial de Manaus.  Praciano reafirmou o compromisso de defesa dos empregos gerados pela Zona Franca de Manaus.

Praciano fez parte do esforço da bancada parlamentar do Amazonas pela prorrogação da Zona Franca por mais 50 anos, uma iniciativa da própria presidenta Dilma Rousseff e que contou com a liderança de Eduardo Braga no Congresso.

Praciano sempre se empenhou pelos trabalhadores, votando pelo aumento do salário mínimo. “Fui o único integrante da bancada do Amazonas que votou pela redução da carga horária semanal, sem que se diminuam os empregos”, disse.

Praciano entende que não se mantém empregos e nem se criam novas vagas se as empresas estiverem com problemas e por isso, têm várias propostas para desburocratizar e reduzir o custo de produção no Amazonas.

Uma dessas propostas que Praciano levará ao Senado é o do aumento no número de fiscais da Receita Federal e do Ministério da Agricultura, para acelerar o desembaraço de produtos nos portos e no aeroporto. “Quanto mais tempo demora o desembaraço da mercadoria, mais caro o empresário paga pela armazenagem”, explica.

Praciano também defende o fortalecimento da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) que precisa se tornar uma agência de desenvolvimento na região e não apenas um órgão burocrático. Outra proposta de Praciano é uma presença forte da Receita Federal com uma superintendência em Manaus, o maior centro arrecadador de tributos federais do Norte do País.

Foto: Camala