Preço do diesel cai pela quarta semana consecutiva, diz ANP

O preço do óleo diesel foi vendido no país, em média, a R$ 3,389 por litro nesta semana, segundo a pesquisa de preços da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis).

O valor é R$ 0,206 inferior ao praticado antes da greve dos caminhoneiros e R$ 0,399 menor do que o vigente na primeira semana de paralisação, quando os preços dispararam.

Em acordo com os caminhoneiros, o governo Temer prometeu queda de R$ 0,46 por litro, resultado de subsídio de R$ 0,30 aos produtores e corte de R$ 0,16 em impostos, ao custo total de R$ 13,6 bilhões.

A pesquisa da agência mostra que o preço do diesel nas bombas está em queda há quatro semanas consecutivas, após atingir pico de R$ 3,828 por litro no auge da crise de abastecimento gerada pela greve.

Denúncias de postos sobre a falta de repasses levaram a Secretaria Nacional do Consumidor a notificar esta semana sete distribuidoras de combustíveis, solicitando esclarecimento sobre seus preços.

A consultoria especializada em análise de mercado Triad, porém, questiona os dados da ANP e diz que, em sua pesquisa, os preços já caíram R$ 0,42 por litro desde o dia 21 de maio, considerado data de referência para as fiscalizações do governo.

Segundo a empresa, o preço captado pela ANP na semana anterior à greve é menor do que o praticado no dia 21, o que gera “expectativa de redução de preço [que] vai além do que o mercado pode e vai realizar”.

A coleta de dados da agência é feita no início de cada semana. Para a Triada, mostram uma tendência da movimentação do mercado, mas é imprecisa para monitorar os preços em datas específicas.

A agência trabalha em um sistema de monitoramento de preços com dados apresentados pelos próprios postos, com informações específicas sobre o dia 21, para colaborar com o esforço de fiscalização do governo.

A partir de domingo (1º), 13 estados reduzirão o preço de referência para o cálculo do ICMS sobre o diesel, ampliando para 17 o número de estados que já adotaram a medida, considerada fundamental para que o desconto chegue integralmente às bombas.

Fonte: Folhapress.