Prefeito de Anori gasta R$1,5 milhão com iluminação e som à empresa “faz tudo”

A contratada presta serviços até de esgoto


Os serviços de iluminação e som de Anori custarão R$1,5 milhão aos cofres públicos do município que fica a 195 km da capital. Isso porque o prefeito Reinaldo Nazaré da Costa (Republicanos) assinou um contrato da compra no último dia 18 de novembro. Entretanto, o documento de despacho só foi publicado nessa terça-feira (23) no Diário Oficial dos Municípios. (Confira o documento no fim da matéria)

A empresa contratada para realização dos serviços “de organização, iluminação e sonorização para festas e eventos de Anori” é a ‘HG Service- produções de evento LTDA’, inscrita no CNPJ 10.764.346/0001-10. (confira no final da matéria)

O prefeito Reginaldo Nazare da Costa tem 43 anos, é casado e tem ensino médio completo.
Foto: divulgação

Em consulta ao site da Receita Federal, o Radar constatou que apesar de a empresa registrar ‘aluguel de palcos, coberturas e outras estruturas de uso temporário’ como atividade principal, quando se analisa as atividades secundárias, logo se vê que se trata de uma empresa “faz tudo”, com o registro de atividades como “agência de viagens” e até atividades relacionadas a esgoto.

Com um capital social (valor investido) registrado de  R$1,6 milhão, a contratada fica localizada no bairro Tarumã, zona Oeste de Manaus e possui três sócios: Graciane Mendonça Silva, Laina da Silva e Silva e Marcos Antônio Ferreira Costa.

Fonte: Receita Federal

Falta de informações

Apesar de informar o nome da empresa e o serviço, a prefeitura não especifica se comprarão itens, em quais eventos serão utilizados os serviços, bem como o período de tempo que durará a contratação.

Posicionamento

Tendo em vista a falta de informações sobre o contrato, o Radar procurou a assessoria de comunicação do município nas redes sociais e constatou que a página oficial de Anori não é atualizada desde agosto de 2020, meses antes de Reinaldo ser eleito.

O Facebook da prefeitura está desatualizada desde ano passado —-Foto: Facebook/reprodução

Ainda assim, a reportagem ligou para o número que consta na página, contudo ele não estava funcionando.

Confira o despacho na íntegra:

Fonte: Diário Oficial dos Municípios

CNPJ da empresa