Prefeito de Borba contrata por mais R$ 2,2 milhões quatro comércios varejistas para fornecimento de merenda escolar

Foto: reprodução

O prefeito Simão Peixoto (PP) do município de Borba não fechou contrato com produtores rurais para a merenda escolar, melhorando com isso a qualidade nutricional da merenda escolar.  Levando-se em conta as publicações que estão no Diário Oficial dos Municípios, o prefeito destinou os recursos públicos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para contratar lojas do comércios varejistas – aquilo que o povo chama popularmente de mercadinhos – para aquisição de gêneros alimentícios para a merenda escolar das creches e escolas da rede municipal de ensino da cidade pelo valor de mais de R$  2 milhões A contratação foi publicada nesta quarta-feira (18) no Diário Oficial dos Municípios. (ver Despacho de Homologação no final da matéria)

O prefeito Simão Peixoto é o mesmo que já ocupou as páginas eletrônicas do Radar em situações esdruxulas, como por exemplo, realizar um evento de MMA no dia 13/12/21 no qual lutou contra um ex-vereador dentro de uma escola e gerar aglomerações em plena pandemia.  

Uma das contratadas é a M M B Lopes Comércio de Alimentos e Representações Eireli., inscrita no CNPJ 08.950.553/0001-17, que é daquelas empresas classificadas aqui no Radar de “fazemos qualquer negócio”. No site da Receita Federal não aparece nem qual é a atividade principal da pessoa, mas tão somente um número incontável de atividades secundárias que vão desde o ramo de hotelaria, passando pelo aluguel de máquinas, também faz transporte escolar, atua também no comércio de animais vivos, produz e comercializa gelo, faz instalação e manutenção de ar-condicionado, vende motocicleta e constrói até edifício, e mais inúmeras outras atividades. (ver documento da empresa np final da matéria)

O comércio fica localizado lá mesmo no município de Borba, na avenida Silvério Nery, 723, Centro, segundo dados do CNPJ na Receita Federal e possui capital social de R$ 750.000,00 (Setecentos e cinquenta mil reais). O sócio-administrador é Mailton Marcos Batista Lopes. Com este contrato, a empresa ganhará o valor de R$ 624.273,00 (Seiscentos e vinte quatro mil e duzentos e setenta e três reais).

A empresa que vai levar o valor mais alto dos cofres públicos pela merenda escolar dos estudantes de Borba contratada é a Du Primo Comércio de Gêneros Alimentícios Ltda., inscrita no CNPJ 84.489434/0001-97 que fica localizada também no munícipio de Borba, na estrada do aeroporto, nº 100.  A Du Primo está exatamente na mesma situação que a M.M.B Lopes que faz negócio em diversos ramos de atividades. Não tem atividade principal, mas tem amis de 60 atividades secundárias. (ver documento da empresa no final da matéria)

No site da Receita Federal aparece capital social de R$ 600 mil e dois sócios que, a tirar pelo sobrenome, devem ser da mesma família: Edival das Graças Guedes e Ione Azevedo Guedes. A empresa vai receber dca prefeitura de Borba R$ 1.585.395,00 (Um milhão, quinhentos e oitenta e cinco mil e trezentos e noventa e cinco reais).

Outra empresa contratada é A. Câmara de Oliveira Eireli., inscrita no CNPJ 23.053.201/0002-33, que também está na lista daquelas que fazem todo tipo de negócio. Só para se ter uma idéia, ela também não possui atividade principal, mas tem mais de 50 atividades de secundárias. Mas, mesmo tendo expertise em tudo que é área – pelo menos é o que dá a entender com esse monte de atividades – a empresa só vai vender para a prefeitura pouco mais de dez mil reais, pra ser mais precisa R$ 10.740,00 (Dez mil e setecentos e quarenta reais) – ver documento da empresa no final, da matéria

A. A. Câmara de Oliveira fica na Avenida Cristo Rei, 95, em Manacapuru. O mais estranho é que no site da Receita Federal não foi encontrado o capital social e nem quantos e quais são os sócios da empresa.

A quarta empresa contratada é a Freire e Assante LTDA., inscrita no CNPJ 37.528.463/0001-30, que nem precisa dizer já que prece ser preferência do prefeito de Borba contratar comércios que façam negócios de todo tipo, tem mais de 50 atividades secundárias de atuação. Em consulta ao site da Receita Federal foi verificado que a empresa fica em Manaus, na rua do Comércio, sala 7, conjunto Castelo Branco, Parque 10 de Novembro. (ver documento da empresa no final da matéria)

Apesar de tantas atividades comerciais e de possuir capital social de R$ 3 milhões, a empresa só vai ganhar pouco mais de três mil reais – R$ 3.800 (Três mil e oitocentos reais) – pelos gêneros alimentícios da merenda escolar.  A empresa tem como sócios Lincoln Freire da Silva e Janaina Lima Assante.

Somando os contratos das quatro empresas teremos o valor global de R$ 2.224.208,00 (Dois milhões duzentos e vinte e quatro mil e duzentos e oito reais) que será pago pelos serviços ofertados de gêneros alimentícios e merenda escolar.