Anúncio Advertisement

Prefeito de Coari solicita ao secretário de Segurança ampla investigação para desmontar mais uma armação do grupo de Adail

magalhães 11

Assim como deveriam fazer todos aqueles que fazem “denúncias” contra quarquer cidadão, seja ele agente público ou não, o prefeito do município de Coari, Raimundo Magalhães se reuniu com o Secretário de Segurança Pública do Estado do Amazonas, Sergio Fontes,  requerendo ampla investigação nos áudios que atribuem a ele a responsabilidade pela “formação de um esquema” para retirar Adail Pinheiro da Prefeitura de Coari.

Na oportunidade, foram entregues áudios que comprovam exatamente o contrário e que estão em poder do Ministério Público do Estado onde os advogados de Adail Pinheiro, Fabrício de Melo Parente e Elizabeth Cavalieri, oferecem mais de 02 (dois) milhões para que vítimas de Adail Pinheiro modificassem seus depoimentos e atribuíssem a Magalhães a culpa pelas acusações que fazem parte de ações criminais e administrativas contra o ex-prefeito Adail Pinheiro.

Foi esclarecido que estes advogados já haviam sido denunciados pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (http://www.mpam.mp.br/noticias-sp-1771083401/7933-mp-am-faz-nova-denuncia-contra-adail-pinheiro#.VfNJrlJWuJI) em 31 março de 2015, pelos elos crimes de falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção ativa de testemunha e formação de quadrilha, previstos no Código Penal Brasileiro (CPB).

O Secretário de Segurança Sérgio Fontes reafirmou o compromisso de reposição da verdade com a realização de perícia nos áudios divulgados e apresentados. Na ocasião, Magalhães solicitou ainda que houvesse reforço no policiamento do município considerando que o grupo político de Adail Pinheiro está utilizando de documentos e acusações falsas para incriminar o prefeito Raimundo Magalhaes e promover instabilidade no Município, o Secretário de Segurança Pública prontificou-se a encaminhar reforço tático ao Município, que  chegará neste sábado.