Prefeito de Fonte Boa diz que quem não votar em Amazonino vai ficar sem salário (Ouça o áudio)

O prefeito de Fonte Boa, Gilberto Ferreira Lisboa (MDB), conhecido como “Biquinho”, ameaçou deixar os servidores públicos municipais sem salário caso não votem ou se recusem a fazer campanha para a reeleição do governador Amazonino Mendes (PDT). (Ouça o áudio no fim da matéria)

As ameaças foram registradas em um áudio encaminhado ao Radar por um servidor que pediu para não ser identificado com medo de represálias. No áudio, o prefeito determina que os servidores votem em Amazonino e diz que quem for contrário as determinações sofrerá “as consequências”.

“A gente vê que eleição não é brincadeira. Eleição destrói ou constrói. Eu quero aqui dizer para vocês: fica no nosso time quem é nosso, quem não é nosso não tem como ficar. ‘Ah eu sou efetivo, eu voto em quem eu quiser’. Se você quiser votar em quem você quiser, vote, mas tem as consequências. Você sabe que efetivo recebe da prefeitura e o pagamento quem ordena sou eu. Se eu dizer “esse aqui tá fora da folha, esse aqui tá fora da folha” não recebe cinco, seis meses e vai correr na Justiça. Sabe quando é que vai receber? Depois, eu não tô mais nem no governo (sic). Então estou contando com o apoio de vocês, de todos”, disse o prefeito Gilberto Ferreira Lisboa.

No áudio, o prefeito convoca os servidores para um ato pró-Amazonino, no sábado (27), às vésperas do segundo turno das eleições e diz que garantirá o combustível os veículos.

“Sábado vamos fazer um movimento do Governo Amazonino, com concentração lá na Rose. Quem tiver moto daremos 10 reais para colocar gasolina, quem tiver carro a gente dá também. Vamos fazer o movimento. Vamos mostrar que o nosso candidato aqui é um peso e a gente precisa mostrar a força dele”, disse o prefeito aos servidores.

Ouça o áudio na íntegra.