Prefeito de Jutaí é preso em flagrante com 257 gramas de ouro ilegal

O prefeito de Jutaí, Pedro Marcário Barbosa, o Pedrinho (PDT), foi preso por agentes da Polícia Federal (PF)

ouro prefeito

Foto: Divulgação/PF

O prefeito do município de Jutaí, distante a 750 quilômetros de Manaus, Pedro Macário Barboza, o Pedrinho (PDT), foi preso em flagrante pela Polícia Federal (PF) nessa segunda-feira (22) transportando 257 gramas de ouro adquiridas de forma ilegal.

Segundo a PF, Pedrinho tentava embarcar no aeroporto de Tefé com destino a Manaus transportando o ouro, avaliado no valor de R$ 80 mil, na atual cotação.

Pedrinho alegou em depoimento à polícia que também é empresário e que o ouro foi adquirido de um cliente em razão de dívidas de comércio.

Entretanto, não foi apresentada qualquer documentação que demonstrasse a origem legal do material apreendido. Os agentes da PF teriam detectado a presença de metal em poder do prefeito, quando este passou pelo aparelho de raio-X.

O prefeito pode responder, na medida de suas responsabilidades, pelo crime contra a ordem econômica, regida pelo art. 2º, § 1º, da Lei nº 8.176/91. Se condenado, poderá cumprir pena de um a cinco anos e multa.

Pedrinho foi conduzido para a unidade da Polícia Federal em Tefé, onde foi autuado pelo crime de usurpação de bens da União.