Prefeito de Santa Isabel do Rio Negro é preso por corrupção, assim como a mulher, a nora, o filho…Desvio é de mais de R$10 milhões

Prefeitura de santa isabel e rancho

Polícia fez busca e apreensão na Prefeitura de Santa Isabel e na casa do prefeito onde encontraram centenas de sacolas de rancho  

Polícia na prefeitura Santa Isabel 10 3 prontaA Operação Timbó – cipó da região amazônica que tem seiva tóxica -, deflagrada pelo Ministério Público Estadual (MPE-AM), na manhã desta terça-feira (10), para combater a corrupção no município de Santa Isabel do Rio Negro, acarretou na prisão do prefeito do município, Mariolino Siqueira de Oliveira, sua mulher, Flavia Regina Dias, seu filho, Mariolino Junior e sua nora, Bruna Soraya. Também foram presos, o ex-secretário de Obras, Carlos Augusto de Araújo, o secretário de Administração, João Amorim, e o secretário de Finanças, Sebastião Moraes. Segundo o Ministério Público, o desvio de dinheiro público ultrapassa R$ 10 milhões de reais no período de 2013 a 2016.

Os crimes apontados pelo PM são de peculato, lavagem de dinheiro, fraudes e atos de corrupção. O prefeito Mariolino Siqueira determinava, inclusive, transferência direta das contas da Prefeitura de Santa Isabel para seus familiares e amigos. Saques de valores como R$ 400 mil eram feitos na boca do caixa.

As ações da Operação Timbó estão sendo realizadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO), com o apoio da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (SEAI). Participam ainda a Polícia Militar de Santa Isabel e a Polícia Civil, que tem a frente o delegado 76º DIP, Aldiney de Brito. Informações de fontes de Santa Isabel ao Radar dão conta de que o prefeito Mariolino Siqueira, teria ficado sabendo que uma operação poderia ser deflagrada e estava tentando transferir o delegado Aldiney Brito, só que foi surpreendido antes com a prisão.

Dinheiro e Rancho

Mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede da Prefeitura de Santa Isabel do Rio Negro, na casa do prefeito, na secretaria de Finanças e na casa do secretário de Administração do município. O mesmo ocorreu na casa do filho do prefeito, em Manaus, no Parque das Laranjeiras, onde a polícia encontrou quase R$ 300 mil.

Computadores e documentos foram apreendidos em vários locais. Na casa do prefeito Mariolino Siqueira a polícia encontrou centenas de sacolas de rancho, material de construção, R$ 30 mil e uma picape Hilux. Segundo informações da polícia, essa é apenas a primeira fase da Operação Timbó. (Any Margareth)