Prefeito decreta luto oficial e lamenta a morte de Nonato Lopes por Covid-19

Foto: Divulgação

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, decretou luto oficial de três dias em Manaus pela morte do ex- deputado e ex-prefeito de Iranduba, Nonato Lopes. Arthur lamentou a morte do ex-prefeito de Iranduba, Nonato Lopes, 71, ocorrida na manhã deste sábado (12), vítima de Covid-19.

“Eu e minha esposa Elisabeth Valeiko Ribeiro recebemos com tristeza a notícia sobre a morte do Nonato, vítima de uma doença cruel causada por um inimigo invisível, que já nos custou centenas de milhares de vidas. Assim como ele, Beta e eu também tivemos a Covid-19, mas conseguimos vencer essa batalha árdua. Muito triste a passagem do Nonato, um guerreiro que muito contribuiu com o povo amazonense, seja como prefeito de Iranduba, deputado estadual ou secretário de Segurança Pública”, disse o prefeito de Manaus.

Ex-deputado estadual, ex-secretário de Segurança Pública do Amazonas, Raymundo Nonato Lopes era filiado ao MDB, além de ser pré-candidato à Prefeitura de Iranduba, município que já havia governado no período de 2008 a 2012. Na segunda quinzena de agosto, Lopes, e a esposa, Graça Lopes, foram diagnosticados com pneumonia, e posteriormente, com Covid-19. Internados em um hospital particular de Manaus, a esposa de Nonato recebeu alta há uma semana.

(*) Informações da assessoria