Prefeito determina punição para quem cometeu irregularidades para ser beneficiado com imóveis do Cidadão Manauara 2B 

Semcom

O prefeito de Manaus, David Almeida, anunciou na tarde desta sexta-feira (20), através de nota oficial, que determinou ao Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) a abertura imediata de processo administrativo para apurar “inconsistências e irregularidades na lista de contemplados do Residencial Manauara 2B, em especial quanto a faixa de renda aplicada”.

O prefeito anunciou medidas duras para punir quem repassou informações inverídicas e fraudou documento no sentido de ser beneficiado irregularmente no programa habitacional, prejudicando desta forma outros cidadãos que ficaram fora da disputa por uma moradia popular.

“O prefeito David Almeida não compactua com qualquer ato de improbidade e determinou a  exoneração cautelar dos servidores comissionados contemplados fora da faixa de renda”, diz a nota.

Também por decisão do prefeito, será feita uma nova avaliação por parte da Caixa Econômica Federal, do resultado do sorteio onde foram escolhidos os beneficiados com imóveis do programa habitacional, com a devida cautela para eventuais distratos e registro de contratos.

Hoje mesmo, segundo anunciou o prefeito, “a Gerência de Habitação do Implurb já teria começado a notificar todos os servidores contemplados – e que estão fora dos critérios legais – para apresentar justificativa ou desistência do contrato”.