Prefeito pede ao MPF e MPAM investigação de crime ambiental na comunidade Vila das Torres (ver vídeo)

Em coletiva de imprensa, na tarde desta quinta-feira (22), o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto afirmou que irá tomar providências com relação a denúncia de crime ambiental cometido pela empresa Engeco Engenharia, durante reintegração de posse na comunidade Vila das Torres, no Beco Maranhão Sobrinho, no Aleixo, zona Centro-Sul de Manaus. Durante a ação, a empresa teria cometido crime ambiental ao usar uma retroescavadeira para derrubar uma área de mata nas proximidades da área de proteção ambiental dos corredores do Sauim-de-coleira, espécie de macaco considerado símbolo de Manaus.

O prefeito assinou um ofício que será encaminhado ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) para investigar o procedimento adotado pela empresa, com a intenção de impedir a invasão de terras de sua propriedade. De acordo com o prefeito, também foi tomado conhecimento de que o movimento de ocupação de terras naquela localidade seria financiado pelo tráfico de drogas. Logo, a prefeitura junto aos órgãos responsáveis irá iniciar as investigações para que as denúncias sejam apuradas.

Confira o pronunciamento do prefeito: