Prefeitura convoca Sinetram e cobra melhorias no sistema

Com o objetivo de discutir melhorias para o sistema de transporte público de Manaus, o prefeito Arthur Virgílio Neto se reuniu com representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), na última quinta-feira (14). Essa foi a primeira reunião entre o poder executivo e o sindicato onde não se debateu aumento de tarifa, mas apenas ações que aperfeiçoem o sistema para a população.

O prefeito destacou que não há a mínima possibilidade de ter aumento de tarifa, uma vez que isso, segundo os empresários é um dos motivos da diminuição do número de usuários no transporte coletivo.

“Nesse momento não cabe se pensar em reajuste, porque houve uma perda de passageiros nos ônibus também motivada por transportes clandestinos, que em breve serão combatidos por nós com a ajuda sistemática dos organismos policiais. Não é uma coisa lógica falar em aumento quando os empresários falam em perda de passageiros. Agora é hora de dar mais eficiência ao sistema para melhorar a vida do usuário”, enfatizou o prefeito.

Ainda conforme o prefeito, durante a reunião foram discutidos pontos importantes que devem ser melhorados para atender os usuários como retorno em linhas de ônibus retiradas, diminuição do tempo de espera e a chegada de novos coletivos.

“Fizem os uma análise sobre os problemas vividos pelo setor e que refletem negativamente em cima da população. Estamos vendo quais as contribuições podem ser dadas pelo poder público municipal e qual seria a contraparte dos empresários de ônibus, pois o interesse comum deve ser contemplado”, explicou Arthur.

Também foram convocados para a reunião o chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto; o superintende municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Ronaldo Brito; o diretor-presidente Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Franklin Pinto; o subsecretário municipal de Infraestrutura (Seminf), Antônio Peixoto; e o procurador geral do Município, Marcos Cavalcanti.

A reunião foi proposta pelo chefe da Casa Civil, Arthur Bisneto, que via a necessidade de reunir representantes do sindicato para apresentar demandas elaboraras pela população e cobrar o cumprimento de metas estipuladas em reuniões anteriores.

“Cobrei veementemente dos empresários uma posição, o cumprimento de promessas feitas sobre novos coletivos e condicionadores de ar nos ônibus. Houve, unilateralmente, por parte do Sinetram a quebra de linhas de ônibus sem a anuência da SMTU e eu cobrei que as linhas voltassem até que estudos mostrem a necessidade de cortes ou mudança. É preciso ter uma relação direta e de respeito para que o transporte sirva para dar comodidade a população”, explicou Bisneto.

Para o Sinetram a reunião serviu para se apresentar propostas de mobilidade que devem gerar um resultado positivo para a população. “A reunião foi positiva e agora vemos que teremos um diálogo maior através da Casa Civil, por isso, acreditamos que em um curto espaço de tempo teremos resultados práticos a serem apresentados para a população como a chegada de carros novos”, disse César Tadeu Teixeira representante do sindicato.

Fotos: Mário Oliveira / Semcom