Prefeitura de Coari inicia vacinação contra COVID-19 em profissionais de saúde

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Coari, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), iniciou na quarta-feira, 20, no Hospital Regional do Município (HRC), a vacinação contra a Covid-19. As primeiras pessoas a receber a imunização foram os profissionais de saúde dessa unidade, entre eles a médica Manoela Lopes, de 28 anos, o técnico de enfermagem Jeferson Monteiro Corrêa, 34, e a técnica de saúde bucal Márcia Maria Pinheiro Marques, 38, indígena da etnia Miranha.

Para a prefeita em exercício, Dulce Menezes, o começo da vacinação contra a Covid-19 é uma grande conquista na luta contra a pandemia do novo coronavírus. “Não foi fácil para ninguém enfrentar essa pandemia, então, termos esse imunizante, que é cientificamente comprovado ser 100% eficaz para evitar casos graves de Covid, representa uma enorme esperança. Muitas vidas serão protegidas não só em Coari, mas em todo o país”, destacou.

As primeiras doses da Coronavac chegaram na tarde da última terça-feira em Coari. O município fretou um voo próprio para que pudesse trazer os imunizantes de imediato. Entretanto, só veio 25,9% da quantidade prevista no Plano Operacional da Campanha de Vacinação Contra a Covid-19 elaborado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). O documento previa a chegada de 3.484 doses na primeira fase, porém, só vieram 905.

Nesta fase, as vacinas serão destinadas exclusivamente para os povos indígenas vivendo em Terras Indígenas e profissionais de saúde que atuam na linha de frente do enfrentamento e combate à Covid-19 em Coari. A imunização dos idosos acima de 75 anos que também fazem parte do primeiro grupo prioritário para receber a Coronavac, conforme previsto no Plano Nacional de Imunização, não será feita no momento em razão da baixa quantidade de doses enviadas pelo Governo do Estado.

A imunização dos indígenas aldeados teve início nesta quinta-feira, 21. A Secretaria Municipal de Saúde do Município anunciou que irá traçar um planejamento estratégico para garantir a vacinação nessas regiões.

A distribuição das primeiras doses que foram distribuídas ao município serão aplicadas da seguinte forma: 383 doses serão para os indígenas aldeados e profissionais indígenas, 399 para profissionais do Hospital Regional, 30 para o Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa), 38 para as duas Unidades Básicas de Saúde Referência, 30 para o SOS, 5 para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e 20 para o Programa Nacional de Imunização (PNI) e vacinadores.